<
>

7 a 1: há seis anos, Dona Lúcia escrevia carta para Felipão depois de Brasil x Alemanha

play
Felipão 'obsoleto', Neymar fora e 'muletas': no aniversário do 7 a 1, relembre análises de Mauro Cezar que antecederam Brasil x Alemanha (3:05)

Na véspera do confronto com a seleção alemã, o comentarista disse que a equipe de Scolari não poderia se comportar como 'pobrezinha' (3:05)

Poucos personagens foram tão marcantes após o 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil, há exatos seis anos, na semifinal da Copa do Mundo de 2014, do que a Dona Lúcia, autora de uma carta lida por Carlos Alberto Parreira logo depois da goleada, para demonstrar apoio ao trabalho de Luiz Felipe Scolari na seleção.

Abaixo, o ESPN.com.br relembra o texto, na íntegra:

Professor Felipão,

Acabo de ver a coletiva dada pelo senhor. Mais uma vez vi diante da câmera um homem íntegro e corajoso falando à nação. Fiquei muito triste ao constatar que o ser humano, muitas vezes, é de uma crueldade sem limites. Tive esse sentimento ao ouvir um jornalista lhe perguntar sobre uma possível dívida do senhor com a nação brasileira. E o senhor mesmo sofrendo mais do que qualquer um ali, com sua humildade peculiar, deu uma resposta verdadeira e coerente. Parabéns.

Mais uma vez provou que é um grande homem. Um ser humano ímpar. Eu, como os demais brasileiros, gostaria de estar comemorando outro resultado. Porém, sei que ninguém perde por vontade própria. Meu e-mail é para agradecer os momentos de grande felicidade que o senhor e sua equipe proporcionaram a esta nação. Foram vários.

Parabéns pelo seu trabalho e boa sorte nos próximos jogos. E tenho a certeza que o senhor comandará com sua inquestionável competência. Dizem que as mulheres não entendem de futebol, porém entendemos de seres humanos. Portanto, envio um abraço carregado de carinho para o senhor e toda a sua equipe.

Fique com Deus e lembre-se que o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer. Quero dizer com essa citação que vai passar e tudo ficará bem. Saiba que, como eu, há várias pessoas que estão apoiando a nossa Seleção, que tem o privilégio de ser comandada pelo senhor.

Receba um abraço de uma brasileira anônima, que não conhece muito de futebol, mas que o admira muito e sabe que você fez o melhor.

Lúcia