<
>

Jornal diz que dono do PSG não quer vender Neymar, e técnico fala sobre usá-lo na sexta

A pouco mais de uma semana para o fechamento definitivo da janela de transferências, a ‘novela Neymar’ segue se arrastando na Europa. E, desta vez, os rumores voltam a ser de que a saída do brasileiro do Paris Saint-Germain parece cada vez mais difícil. Segundo o jornal Le Monde, o dono do clube francês já até teria avisado que não quer vendê-lo.

Segundo a publicação, Tamim Ben Hamad Al Thani, emir do Catar e dono do PSG, não tem nenhuma intenção em negociar Neymar porque ainda enxerga o brasileiro como a principal vitrine de marketing e comercial do clube. O presidente Nasser Al Khelaïfi já estaria avisado.

Foi por isso que ele pagou 222 milhões de euros pelo brasileiro em 2017 e é por isso que ele vem rejeitando todas as propostas que vem recebendo.

Enquanto isso, o técnico Thomas Tuchel segue ‘sofrendo’ sem poder contar com Neymar e ainda tendo que responder sobre ele. O PSG ganhou do Toulouse por 4 a 0 neste domingo pelo Campeonato Francês, mas perdeu Cavani e Mbappé lesionados. Perguntado sobre se isso aumentaria a chance de o brasileiro jogar na próxima rodada, o treinador tentou desconversar, mas disse que o colocaria em campo se pudesse.

“O objetivo agora é resolver essa situação o mais rápido possível. Leonardo sabe disso, mas não está nas mãos dele. Assim que ele puder jogar, ele vai. Mas não é minha decisão. Se ele pudesse jogar hoje, já teria jogado”, disse o comandante.

O próximo compromisso do PSG é na sexta-feira, às 15h45 (de Brasília), contra o Metz.