<
>

Chelsea para em Fabianski, só empata com West Ham e perde o 100% na Premier League

O Chelsea não tem mais 100% de aproveitamento na Premier League 2018/2019. Neste domingo, a equipe de Maurizio Sarri não conseguiu superar o goleiro Lukasz Fabianski e acabou ficando no empate sem gols com o West Ham, de Felipe Anderson e Balbuena. A partida, válida pela 6ª rodada, foi realizada no London Stadium.

O resultado não foi nada bom para o Chelsea. Com o empate, os Blues vão a 16 pontos e veem Liverpool (com 18) e Manchester City (com 16, mas com saldo de gols melhor) à frente. Já os Hammers se mantém em 17º na competição, mas agora com 4 pontos.

Jorginho completa 191 passes

Os números de Jorginho com a camisa do Chelsea seguem incríveis. O ESPN Stats & Info contabilizou 191 passes dados pelo meio-campista no jogo contra o West Ham. Este foi o maior número já registrado de passes em uma partida da Premier League (esta estatística começou a ser coletada na temporada 2003-04.)

Além dos passes, o volante ítalo-brasileiro quebrou recordes. No Estádio Olímpico, teve 191 ações com bola, o máximo de um jogador em qualquer partida da Premier League e 87 ações a mais do que qualquer outro jogador em campo.

West Ham vai bem na defesa e cria as melhores oportunidades

Como de costume das equipes comandadas por Maurizio Sarri, o Chelsea era o dono da posse de bola e buscava penetrar na defesa do adversário através de toques rápidos e triangulações. Superior nos momentos iniciais, os visitantes criaram três boas ocasiões para abrir o placar, mas Rudiger, Giroud e Hazard finalizaram mal e pararam no goleiro Fabianski.

Passados os momentos de pressão, o West Ham, que optava por jogar em seu campo e sair em velocidade, estabilizou o sistema defensivo. Com a retaguarda controlada, a equipe de Manuel Pellegrini ganhou confiança para assustar o goleiro Kepa. Em contra-ataque puxado pelo brasileiro Felipe Anderson, principal válvula de escape dos Hammers, Michail Antonio recebeu em ótimas condições para arrematar, mas mandou por cima da meta.

Aos 31 minutos, o West Ham construiu a grande chance da primeira etapa. Após roubar bola na intermediária defensiva, Yarmolenko avançou pela direita e tentou driblar a marcação para chegar à linha de fundo. A zaga fez o corte, mas a sobra ficou para Michail Antonio na entrada da pequena área, onde o atacante encheu o pé, forçando Kepa a fazer grande defesa.

Atacantes desperdiçam chances e partida acaba sem gols

Depois do intervalo, os Blues arrumaram o posicionamento e brecaram os contragolpes dos mandantes, mas seguiam sem assustar Fabianski. Com os dois ataques sofrendo, os treinadores decidiram trocar suas respectivas referências. Sarri sacou Giroud para a entrada de Morata, enquanto Manuel Pellegrini trocou Michail Antonio por Lucas Pérez.

A mudança do Chelsea surtiu mais efeito e o time teve a melhor chance de gol na partida aos 22 minutos, quando Kanté cruzou a bola justamente para Morata. Frente a frente com o goleiro, o atacante espanhol arrematou e acertou o rosto de Fabianski, desperdiçando grande oportunidade. O troco do West Ham veio com Yarmolenko, que cabeceou cruzamento sozinho na área rente à trave.

Sem querer perder o 100% de aproveitamento no Campeonato Inglês, os Blues pressionaram o adversário nos minutos finais. Barkley, que entrou na segunda etapa, recebeu na entrada da área, trouxe para a perna direita e bateu colocado. O goleiro Fabianski se esticou e conseguir espalmar, segurando o empate sem gols no London Stadium.

Agenda

Na 7ª rodada da Premier League, o West Ham joga novamente em casa, mas dessa vez contra o Manchester United, às 8h30 (de Brasília), no próximo sábado. O Chelsea entra em campo no mesmo dia, às 13h30 (de Brasília), no clássico diante do líder Liverpool, no Stamford Bridge.