<
>

Jornal: Presidente diz que Barcelona só poderá contratar se vender antes dois ou três jogadores

O Barcelona ganhou 222 milhões de euros (R$ 820 milhões) na última janela de transferências com a venda de Neymar ao Paris Saint-Germain. Ainda assim, não pretende fazer novas contratações sem antes negociar outros jogadores do elenco.

É o que revela o diário Sport nesta sexta-feira. O presidente Josep Maria Bartomeu deu esse recado aos dois principais responsáveis pelo futebol do clube catalão - o diretor esportivo Pep Segura e o chefe-executivo Òscar Grau.

"A direção blaugrana considera prioritário abrir a porta do vestiário para que se produzam duas, três ou mais saídas por questões econômicas e também esportivas", diz a reportagem.

As questões econômicas passam pelos altos salários de atletas pouco aproveitados, sendo o caso mais conhecido o de Arda Turán. O meia turco contratado junto ao Atlético de Madri há dois anos por 31 milhões de euros não atuou um minuto sequer nesta temporada com o técnico Ernesto Valverde.

As razões esportivas do pedido do presidente são, na verdade, uma iniciativa do treinador, que quer "aliviar o vestiário" e colocar mais jovens da base.

Além de Turán, outros nomes "vendíveis" pelo Barça são o lateral-direito Aleix Vidal (chegou do Sevilla por 17 milhões de euros e pouco atuou), os meias Andre Gomes (deixou o Valencia por 35 milhões de euros mais bônus) e Denis Suárez (retornou ao clube em recompra junto ao Valencia) além dos atacantes Gerard Deulofeu ("substituto" de Neymar que estava no Everton) e Paco Alcácer (custou 30 milhões de euros e virou motivo de piada).