<
>

Jesus revela convites de duas seleções e clube da Premier League, mas diz o que seria 'irrecusável' na carreira

Técnico pode estar a caminho do Fenerbahce, da Turquia, e contou que recusou o convite de duas seleções no período recente


Após uma breve e polêmica passagem pelo Brasil, o ex-flamenguista Jorge Jesus continua sem clube definido. Questionado se aceitaria um eventual convite para comandar a seleção brasileira, o treinador português, de maneira convicta, respondeu afirmativamente.

“Isso é irrecusável. Penso que para qualquer treinador e muito mais para mim. Não tem dúvida”, afirmou Jesus em entrevista exibida pelo Sportv na noite desta segunda-feira.

Atual técnico do Brasil, Tite já anunciou publicamente a decisão de encerrar seu ciclo após a Copa do Mundo do Qatar, com final previsto para o dia 18 de dezembro. Recentemente, Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, abriu as portas da Seleção a um estrangeiro.

“Seria um orgulho muito grande, um marco histórico na carreira, ter a possibilidade de trabalhar com os melhores jogadores do mundo. Os brasileiros são os melhores do mundo não só em quantidade, mas também em qualidade”, declarou Jesus.

Após encerrar uma passagem sem brilho pelo Benfica, o técnico disse ter sido procurado pelo britânico Everton e por duas seleções sul-americanas, uma delas o Chile. Ainda sem destino definido, ele também atraiu as atenções do tradicional Fenerbahce, da Turquia.

Sob o comando de Tite, a seleção entra na reta final de preparação para a disputa da Copa do Mundo. Nesta quarta-feira, na sede da CBF, o treinador anunciará sua lista de convocados para os amistosos contra Coreia do Sul, Japão e Argentina, todos marcados para junho.