<
>

Arrascaeta: Agente lamenta reação desproporcional do Cruzeiro e relembra como time contratou meia

play
Vice do Cruzeiro esclarece especulações e detona procurador de Arrascaeta 'O cara não trabalha, fica em casa, e vive do jogador' (4:57)

Itair Machado reforçou que a intenção do clube mineiro não é vender o meia (4:57)

A reação de Itair Machado, vice-presidente de futebol do Cruzeiro, criticando os empresários do meia-atacante Arrascaeta em entrevista coletiva pegou os uruguaios Javier Manzo e Daniel Fonseca de surpresa. Eles ficaram com a sensação de que o dirigente agiu de forma desproporcional e expôs o jogador.

Eles tinham decidido comunicar ao clube mineiro que o Flamengo fez uma oferta formal e oficial para ter o jogador já em 2019.

Javier ficou no Uruguai. Daniel veio ao Brasil e, junto do atleta, participou da reunião que durou cerca de duas horas. A reação de Itair causou estranheza.

"Não entendo o motivo. Arrascaeta está feliz em Belo Horizonte e está feliz no Cruzeiro. Mas é do nosso trabalho ver o melhor para ele. E recebemos uma proposta concreta", disse Manzo à ESPN.

A atitude do dirigente cruzeirense, colocando até os contatos de Daniel à disposição da imprensa, irritou o próprio Arrascaeta.

Nesta sexta-feira, ele publicou no Twitter uma mensagem onde conta que ele e Fonseca receberam ameaças por telefone e escreveu que está analisando com seu estafe quais medidas tomar garantir sua segurança.

A Raposa, por sua vez, rebateu por meio de nota oficial, dizendo que o próprio meio-campista já havia dito que os celulares dele e de seu empresário já haviam vazado em outras ocasiões.

No entendimento dos homens que cuidam da carreira do meia, o que eles fizeram foi correto.

O Flamengo os procurou para saber da disposição de Arrascaeta em trocar de clube mediante uma oferta tentadora. O jogador mostrou interesse. Daí a decisão de chamarem a reunião com Itair.

Afinal, quando o Cruzeiro partiu para a contratação de Arrascaeta, os dirigentes mineiros falaram primeiro com Daniel e Javier. Só depois do sinal verde, foram negociar com o Defensor, do Uruguai.

O estremecimento das relações depois desta quinta-feira pode encerrar um relacionamento de quatro anos entre os empresários e o Cruzeiro. A sensação é que Arrascaeta está sendo injustiçado.

Na conta, entra a reclamação de Itair Machado, que falou em multar o jogador porque não foi treinar nesta quinta-feira, embora tenha passado duas horas em reunião. Já nesta sexta, o jogador não se apresentou por conta das ameaças que diz ter recebido nas últimas horas.