<
>

Presidente do COI: Não haverá esports nas Olimpíadas até que a "violência" seja removida

Presidente do COI, Thomas Bach, em uma coletiva de imprensa após a reunião do conselho executivo do COI em 20 de julho de 2018, em Lausanne. FABRICE COFFRINI / AFP / Getty Images

O presidente do Comitê Olímpico Internacional reafirmou sua declaração de que o esporte eletrônico não terá lugar nas Olimpíadas se apresentar violência ou qualquer forma de discriminação.

A afirmação de Thomas Bach foi dita para a Associated Press no encerramento dos Jogos Asiáticos de Jacarta, no qual seis esports foram apresentados como “eventos de demonstração”.

League of Legends, Hearthstone, Starcraft II, Pro Evolution Soccer, Clash Royale e Arena of Valor foram os títulos em destaque nos Jogos Asiáticos, dos quais apenas PES não contém nenhuma forma de ação que possa ser considerada violenta.

“Não podemos ter no programa olímpico um jogo que promova violência ou discriminação”, disse Bach. “Os chamados jogos assassinos. Eles, do nosso ponto de vista, são contraditórios aos valores olímpicos e, portanto, não podem ser aceitos”.

Bach era um esgrimista de nível olímpico, pelo qual ganhou uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1976. Apesar do uso de uma espada na esgrima, e que outros esportes de combate, como judô e boxe, têm tido competições integrais nas Olimpíadas por décadas, Bach explica que há uma diferença entre isso e a violência em certos videogames.

“É claro que todo esporte de combate tem suas origens em uma luta real entre as pessoas”, disse Bach. “Mas o esporte é a expressão civilizada sobre isso. Se você tem ‘egames’ para matar alguém, isso não pode ser alinhado com nossos valores olímpicos”.

Os Jogos Asiáticos de Jacarta foi a primeira vez que os esports participaram de um grande evento multiesportivo.

O CEO da gigante chinesa de tecnologia Alibaba, que fez uma parceria com o Conselho Olímpico da Ásia para a participação dos esports em Jacarta, acrescentou que o esporte eletrônico se desviará do conteúdo violento em direção a títulos com foco no esporte em 2022.

Zhang Dazhong disse: “Os Jogos Asiáticos são o primeiro passo. Estamos trabalhando para atingir os padrões estabelecidos pelo COI”.