<
>

Djokovic explica acusações e revela que deu entrevista a jornal francês mesmo sabendo que estava com COVID

play
Apoiadores de Djokovic entram em confronto com a polícia na Austrália; assista (0:41)

A decisão do governo da Austrália de cancelar o visto de Novak Djokovic foi anulada nesta segunda-feira (0:41)

Número 1 do mundo resolveu seguir com entrevista ao 'L'Equipe' mesmo sabendo de resultado positivo em teste de PCR


Novak Djokovic divulgou um comunicado explicando as suas polêmicas recentes relacionadas às declarações que deu às autoridades da Austrália para entrar no país mesmo sem estar vacinado. Isso fez com que ele ficasse detido antes de ser liberado para disputar o Australian Open, que começa neste domingo, com transmissão exclusiva pela ESPN e todas as quadras disponíveis pela ESPN no Star+.

Djokovic foi liberado após um juíz devolver a ele seu visto no país, que exige vacinação contra a COVID-19 como norma para a entrada em seu território. O sérvio conseguiu uma exceção médica validada por órgãos governamentais locais, que pode ser concedida a quem contraiu COVID nos últimos 6 meses.

Em seu depoimento às autoridades, Djokovic disse ter contraído COVID em 16 de dezembro. E na mesma data e dois dias depois foi visto publicamente em um evento com crianças e posteriormente concedeu uma entrevista ao jornal francês "L'Equipe".

Em uma postagem no Instagram, o sérvio explicou o seu lado dos fatos nesses dias.

"Eu fui a um jogo de basquete em Belgrado em 14 de dezembro, onde diversas pessoas envolvidas nele testaram positivo para a COVID-19. Apesar de não ter sintomas, eu fiz um rápido teste de antígeno em 16 de dezembro, que voltou negativo, e por excesso de cautela, fiz um teste de PCR oficial e aprovado no mesmo dia", diz o sérvio.

"No dia seguinte eu fui a um evento de tênis em Belgrado para presentear crianças e fiz um rápido teste de antígeno, que deu negativo. Eu estava assintomático e me sentia bem, não tinha sido notificado do teste positivo de PCR até depois do evento", continua Djokovic.

"No dia 18 de dezembro eu estava no centro de treinamento em Belgrado para cumprir um compromisso de longa data de uma entrevista e sessão de fotos com o L'Equipe. Eu cancelei todos os outros eventos, exceto pela entrevista. Me senti obrigado de fazer a entrevista porque não queria decepcionar o jornalista, mas mantive a distância e usei máscara o tempo todo, exceto na hora das fotos", revelou.

"Enquanto voltava para casa após a entrevista para me isolar pelo período necessário, refletindo, esse foi um erro de julgamento e eu reconheço que deveria ter remarcado esse compromisso".

Djokovic teve problemas na entrada na Austrália porque fez o requerimento para o tipo de visto errado. E ele explicou esse incidente também. "Foi um erro humano e certamente não deliberado".