<
>

Osaka vence Brady em dois sets, segue perfeita em finais de Grand Slam e é bicampeã do Australian Open

Quatro finais de Grand Slam, quatro títulos para Naomi Osaka!

Na madrugada de sexta para sábado, a japonesa venceu a norte-americana Jennifer Brady por 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 6-3, e venceu o Australian Open pela segunda vez na carreira.

Osaka fechou o primeiro set em 6-4 depois de 41 minutos de um jogo que começou com nervosismo e muitos erros, principalmente no primeiro serviço das finalistas - foram quatro duplas faltas de Brady no set inicial da decisão.

Com Brady sacando com um 4-5 contra, Osaka se aproveitou de mais uma falha da norte-americana e abriu 1 a 0 na final.

E o segundo set foi muito diferente.

Osaka passou a dominar completamente a partida, colocou Brady contra as cordas e aproveitou os vários erros da norte-americana, que tentava ser agressiva no set, para abrir 4 a 0.

Brady tentou voltar para o jogo, quebrou o saque de Osaka, mas a número 3 do mundo se reencontrou na partida e fechou o segundo set em 6-3 para conquistar o título.

Este é o quarto título de Grand Slam da carreira da ainda jovem Naomi Osaka. Aos 23 anos, a japonesa soma, agora, duas conquistas de Australian Open e duas de US Open.

Osaka se tornou a segunda jogadora na 'Era Open', desde 1968, a vencer as quatro primeiras finais de Grand Slam da carreira - atrás apenas de Monica Seles, que venceu suas seis primeiras decisões. E o mais impressionante: ela nunca perdeu nenhum dos 12 jogos de Grand Slam nos torneios em que chegou pelo menos às quartas de final.

Os lances do título de Osaka