<
>

Federer deixa Cristiano Ronaldo, Messi e LeBron para trás e vira atleta que mais fatura no mundo

Roger Federer é o atleta mais bem pago do mundo em 2020, de acordo com o ranking divulgado pela revista Forbes. Mesmo sem conquistar um Grande Slam desde o Australian Open de 2018, o tenista assumiu o topo, com uma quantia de US$ 106,3 milhões de lucros antes da dedução dos impostos.

Cristiano Ronaldo aparece na segunda colocação, enquanto que Lionel Messi fecha o pódio. Os dois craques estiveram no topo em três dos últimos quatro anos. Neymar é o melhor brasileiro, figurando na quarta colocação, e LeBron James completa o top 5.

De acordo com a publicação, os 100 nomes da lista combinaram para US$ 3,6 bilhões, um valor 9% inferior a 2019 e que representou a primeira queda desde 2016, como resultado do impacto da crise do coronavírus.

Federer é o nono atleta a alcançar o topo do ranking, que existe desde 1990. O suíço é também o primeiro tenista a liderar a lista.

Ao todo, são esportistas de 21 nacionalidades e dez modalidades diferentes entre as 100 posições do ranking. Há apenas duas mulheres: Naomi Osaka e Serena Williams. É a primeira vez que há mais de uma atleta desde 2016, quando Serena esteve acompanhada de Maria Sharapova.

Entre as modalidades, o maior valor embolsado entre os 100 nomes da lista foi o basquete, com US$ 1,3 bilhão. O futebol americano aparece com US$ 773 milhões, seguido pelo futebol, com US$ 607 milhões.

Veja o top 10 do ranking da Forbes de 2020:

  1. Roger Federer (tênis) - 106,3 milhões

  2. Cristiano Ronaldo (futebol) - 105 milhões

  3. Lionel Messi (futebol) - 104 milhões

  4. Neymar (futebol) - 95,5 milhões

  5. LeBron James (basquete) - 88,2 milhões

  6. Stephen Curry (basquete) - 74,4 milhões

  7. Kevin Durant (basquete) - 63,9 milhões

  8. Tiger Woods (golfe) - 62,3 milhões

  9. Kirk Cousins (futebol americano) - 60,5 milhões

  10. Carson Wentz (futebol americano) - 59,1 milhões