<
>

Serena Williams é nomeada por revista americana como 'mulher do ano' e capa gera polêmica

Capa da revista gerou polêmica por conta do "woman" entre aspas. Reprodução

A tenista Serena Willians foi escolhida pela revista americana GQ como mulher do ano nesta semana, no entanto, um detalhe na capa gerou muitas polêmicas nas redes sociais. Por ser uma publicação voltada ao público masculino, há sempre a escolha dos “Homens do Ano”, porém, assim como em 2017, uma mulher foi escolhida para o posto, só que woman (“mulher”, em inglês) foi colocada entre aspas na capa.

Para quem não se lembra, Serena Willians não só já foi comparada a homens, como precisou aguentar vários comentários que diziam que ela havia nascido homem. Ela já chegou a desabar sobre isso no ano passado, em carta à sua mãe. “Eu tenho sido chamada de homem porque eu pareço ser forte. Foi dito que eu não pertenço no esporte feminino, que eu pertenço ao masculino, porque eu pareço mais forte que muitas outras mulheres”, escreveu na ocasião.

Então, o que era para ter sido uma homenagem, já que uma mulher foi escolhida em um ranking onde antes só existiam homens, acabou gerando desconforto. Serena Willians ainda não se pronunciou sobre o assunto, mas um funcionário da revista disse que as aspas são uma assinatura do designer Virgil Abloh, responsável pelo desenho de “woman” na capa.

“Porque foi feito a mão por Virgil Abloh da Off-White, que estilizou tudo entre aspas ultimamente (veja o artigo de Serena no US Open que ele desenhou)”, respondeu o funcionário pelo Twitter. O designer, inclusive, já desenhou uma roupa de Serena Willians e também colocou uma palavra entre aspas.