<
>

Simone Biles fala em 'focar na saúde mental' após abandonar final e desabafa: 'A vida é mais do que só ginástica'

play
O dia que Simone Biles, estrela olímpica, encantou a todos em um jogo de beisebol nos EUA (0:59)

Simone Biles, em outubro de 2019, foi convidada para entrar no campo do Minute Maid Park para participar de Houston Astros x Washington Nationals, pela MLB. E é claro que a ginasta deu um show de carisma! (0:59)

Um dos maiores nomes das Olimpíadas de Tóquio, Simone Biles não completou sua primeira final nesta terça-feira, na disputa por equipes da ginástica artística. Sem ela, os Estados Unidos acabaram com a prata, superados pela equipe do Comitê Olímpico Russo - a Grã-Bretanha ficou com o bronze.

Clique aqui para ver o Quadro de Medalhas das Olimpíadas atualizado e siga os Jogos de Tóquio em TEMPO REAL!

Inicialmente, a equipe de ginástica norte-americana anunciou que Biles deixou a disputa por "questões médicas". Ela performou apenas um salto na primeira rotação da final, sem conseguir a aterrisagem - acabou recebendo apenas 13.700 como nota, bem abaixo de seus altos padrões, claro.

Depois da prova, no entanto, Biles falou com a imprensa e admitiu que não foi apenas o tornozelo, que ela precisou enfaixar após o salto, que a tirou da prova. "Foi para focar no meu bem-estar, na minha saúde mental. Vocês sabem, a vida não é apenas ginástica", desabafou.

"Ainda que seja grandioso, os Jogos Olímpicos, mas no fim do dia, queremos sair caminhando daqui, não sair de muletas. Eu já não confio mais em mim mesma como antes. Não sei se é a idade, estou um pouco mais nervosa me apresentando. Sinto como se já não me divertisse tanto, sei disso", seguiu.

"É uma droga quando você sente o peso do mundo e você sente como se não conseguisse retorno para o tanto que treinamos. Estamos totalmente prearados, mas é uma droga quando você está lutando contra sua própria mente. Tipo, você quer fazer aquilo por você, mas estã tão preocupada com o que todos vão dizer, na internet e outras coisas as vezes. Então precisava parar um pouco."

Em Tóquio, Biles ainda tem todas as quatro finais individuais de aparelhos (salto, solo, trave e barras) e o geral. Ela defende o ouro em três dessas provas, assim como os EUA defendiam também o título nas equipes.