<
>

Diego Hypólito, bicampeão mundial e medalhista olímpico na ginástica, se aposenta aos 33 anos

play
Dyego Hipolito revela gosto pela música e projeto pessoal: 'Canto desde criança' (2:03)

Ex-atleta conta como usava a música como 'válvula de escape' (2:03)

Durante sua participação no programa "Altas Horas", da TV Globo, mostrada no último sábado, Diego Hypólito anunciou sua aposentadoria da ginástica aos 33 anos.

O paulista de Santo André chegou a dizer em outubro passado que tentaria uma vaga olímpica para os Jogos de Tóquio em 2020.

"Eu estou anunciando a minha aposentadoria na ginástica, que foi a melhor coisa que eu vivi na minha vida, tudo que eu passei. Foi tudo muito bom de verdade. Tive uma carreira muito abençoada, só tenho que agradecer. É o início de uma nova temporada", disse o agora ex-ginasta.

Em sua carreira, Diego Hypólito conquistou dois títulos mundiais no solo (2005 e 2007) e cinco ouros em Jogos Pan-Americanos. Seu grande momento, porém, foi a medalha de prata na Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016 após a frustração quando era favorito em Pequim-2008.

"Nunca imaginei que iria me tornar um bicampeão mundial dentre tantas pessoas abençoadas, pessoas que se esforçam. Eu queria que vocês soubessem que todos os meus resultados foram de vocês todos, em conjunto comigo. Muito obrigado. Estou me aposentando, mas agora vou entrar como cantor", contou.

"As medalhas estão guardadas, mas o que mais vale, realmente, é a lembrança, motivar pessoas, saber que crianças podem mudar a vida pelo esporte, como inclusão social, não como veículo. Porque hoje em dia a internet tem acesso para tudo, mas tomara que a gente consiga cada vez mais 'Daianes' do Santos, 'Danieles' Hypolito, 'Diegos' Hypolityos, entre tantos outros", pediu o precursor da ginástica masculina.