<
>

De jogo dos 100 pontos a 6 faltas em 8 minutos: as estatísticas mais surreais de jogadores na NBA

Ao longo do tempo, a NBA recebeu os mais diversos tipos e níveis de jogadores em suas quadras e os torcedores puderam presenciar atuações incríveis, mas algumas atingiram o patamar de surreal.

Seja por ser de um nível impressionante como o famoso jogo de 100 pontos de Wilt Chamberlain ou pela bizarrice de um jogador cometer 6 faltas em 8 minutos em quadra, o que não faltam são atuações surreais na história da NBA.

Em 2 de março de 1962, Wilt Chamberlain entrou de vez para a história da NBA. Na vitória por 169 a 147 do então Philadelphia Warriors sobre o New York Knicks, o pivô anotou 100 pontos em um recorde que deve se manter para sempre - mas não foi só: Wilt também pegou 25 rebotes.

Outras atuações também impressionam, como a de Chris Paul em 11 de dezembro de 2016. O armador, então no Los Angeles Clippers, fez 20 pontos, distribuiu 20 assistências e não perdeu uma bola sequer. Ou então o triplo duplo de Manute Bol em 1987.

O pivô do Washington Bullets conseguiu 10 pontos, 19 rebotes e impressionantes 15 tocos.

Outras atuações entram na lista das surreais, mas por outros motivos. Como, por exemplo, quando Dennis Rodman, então no San Antonio Spurs, em 1993, ficou 45 minutos em quadra e pegou 28 rebotes, mas não fez um único ponto.

Ou Alan Houston, dos Knicks, que em 2000 teve uma partida de 37 pontos e mais absolutamente nada. Nenhuma assistência, rebote, roubada de bola ou toco.

CJ Watson, do Brooklyn Nets, conseguiu uma partida incrível em 2013: exatamente 1 ponto, 1 rebote, 1 assistência, 1 roubada de bola, 1 toco, 1 turnover e 1 falta cometida.

Quem conseguiu algo quase assim, mas pior, foi Joel Anthony. Em 9 de janeiro de 2011, o pivô passou 28 minutos em quadra e não registrou uma única estatística: 0 pontos, rebotes, assistências, roubadas, erros e tocos.

Em 2017, Rajon Rondo, então no New Orleans Pelicans, provou que é capaz de transformar um jogo sem precisar pontuar quando fez apenas 2 pontos, mas conseguiu participou diretamente de 60, tendo criado 58 com suas incríveis 25 assistências.

E, por fim, o pivô Jan Vesely, do Washington Wizards, conseguiu uma proeza em 2013. Em apenas oito minutos em quadra, o tcheco foi expulso por cometer seis faltas.