<
>

Judô: Japonês que derrubou lenda Teddy Riner também vence brasileiro, mas perde ouro no VAR

Kokoro Kageura conseguiu a façanha de vencer a lenda Teddy Riner e acabar, neste domingo (9), com uma invencibilidade absurda do francês que durou 154 lutas. Seguiu, encarou um russo, um brasileiro e chegou à final da categoria peso-pesado (acima de 100kg) do Grand Slam de Paris de judô.

E aí, foi batido.

O japonês, de 24 anos, após superar o francês nas oitavas de final, passou também pelo russo Inal Tasoev nas quartas e avançou para encarar Rafael Silva, o 'Baby'.

E o brasileiro de 32 anos fez um belo combate, dando bastante trabalho para Kageura, que vencia a luta nos segundos finais graças a uma punição ao rival. Mas restando seis segundos, o atleta asiático também foi advertido pelo árbitro por falta de combatitividade (shidô).

Ponto de ouro

Assim, a disputa foi para o 'ponto de ouro' (golden score, em inglês), e o japonês, assim como fizera com Riner, de 30 anos, conseguiu um waza-ari e levou a melhor, classificando-se para a disputa da medalha de ouro.

Antes, 'Baby' disputou o bronze contra o cubano Andy Granda, mas perdeu - o russo Tasoev ficou com o outro bronze ao bater Gela Zaalishvilli, da Geórgia.

Na final, quem riu por último foi o holandês Henk Grol.

Ouro no VAR

O europeu, que na semifinal desbancou Zaalishvilli, aplicou um golpe decisivo aos 2m29s. Mas foi necessária uma longa espera para a confirmação do triunfo.

Isto porque a arbitragem decidiu rever a ação no VAR. E só aos 3m12s, logo, 43s depois, é que veio a decisão final, que assinalou ippon para Grol.

Campeão, ele ajoelhou-se no tatame como se não acreditasse, depois, comemorou com os braços erguidos acenando para a torcida, foi até Kageura e o cumprimentou.

Brasil consegue dois bronzes

O Brasil saiu de Paris com duas medalhas de bronze, ambas com as mulheres.

Larissa Pimenta e Sarah Menezes, esta última medalha de ouro em Londres-2012, foram longe na categoria até 52kg, mas acabaram brigaando apenas pelo terceiro lugar, na qual Larissa venceu a compatriota.

Na categoria acima de 78kg, Beatriz Souza foi até à semifinal, caiu para a francesa Romane Dicko, que ficou com o ouro, e teve que brigar pelo bronze com a argelina Sonia Asselah. A brasileira venceu.