<
>

Tiger Woods sofre ferimentos graves em acidente, mas 'tem sorte de ter saído com vida'

Tiger Woods está em condição estável depois do acidente de carro sofrido em Los Angeles nesta terça-feira (23). Após a cirurgia do golfista, foram detectados ferimentos graves, mas não letais.

Fontes disseram à ESPN que Woods tem lesões por esmagamento de ambas as pernas, incluindo uma fratura exposta e um tornozelo quebrado. Ele estava sendo operado no Harbor-UCLA Medical Center.

Em uma entrevista coletiva na terça-feira, Alex Villanueva, do Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles, disse que Woods estava consciente e era capaz de se comunicar com as autoridades que chegaram ao local.

As autoridades disseram que não havia evidências imediatas de que Woods estivesse embriagado. Eles procuraram o odor de álcool ou outros sinais de que ele estava sob a influência de alguma substância, mas não encontraram nenhuma evidência.

O delegado Carlos Gonzalez, o primeiro a chegar ao local, disse que às vezes pega pessoas a uma velocidade muito superior à permitida e que acidentes são comuns lá. “Eu diria que é uma sorte que o Sr. Woods tenha conseguido sair dessa com vida'', disse.

“O Sr Woods não foi capaz de se manter sob própria responsabilidade. Eu falei com ele, perguntei qual era seu nome, ele me disse que era Tiger. Naquele momento, eu o reconheci imediatamente", completou.

Por meio de nota oficial, a família de Tiger Woods atualizou a situação do golfista.

Agradecemos a todos pelo imenso apoio e as mensagens durante um tempo tão difícil.

Como já previamente, comunicado, Tiger se envolveu em um acidente de carro nesta manhã na Califórnia. Ele passou por um longo procedimento cirúrgico na perna e tornozelo direitos após ser trazido para o hospital.

"Sr. Woods sofreu significativas lesões ortopédiacas na parte baixa de sua perna direita que foram tratadas durante uma cirurgia de emergência pelos especialistas de ortopodeida do Harbor-UCLA Medical Center, um centro de trauma nível 1. Fraturas expostas e triturações tanto na parte superior como inferior da tíbia e da fíbula foram estabilizadas pela inserção de massa na tíbia. Lesões adicionais nos ossos do pé e tornozelo foram estabilizadas com uma combinação de parafusos e pinos. Traumas no músculo da perna necessiataram de cirurgia para retirar a proteção dos músculus para diminuir a pressão por conta de inchaço", disse Anish Mahajan, chefe de medicina e CEO interino do Harbor-UCLA Medical Center.

Ele está acordado, responsivo e se recuperando no quarto de hospital. Obrigado aos maravilhosos doutores e equipe do Harbor-UCLA Medical Center, o departamento do xerife de Los Angeles, e aos bombeiros. Seu apoio e assistência têm sido fenomenais.

Não temos mais atualizações neste momento e continuamos a agradecer pelos desejos de melhora e o respeito a privacidade dele e de sua família.