<
>

Maior jogador de golfe da América do Sul é preso no Rio acusado de roubo e agressão e aguarda para ser extraditado

play
Playoffs da NFL, Liverpool x Manchester United e a final da Supercopa da Espanha: o melhor do final de semana no ESPN App (1:17)

Natasha David apresenta os melhores eventos ao vivo deste sábado e domingo (1:17)

O argentino Angel Cabrera, 51, conhecido como o mais notável jogador de golfe da América do Sul, foi preso no Rio de Janeiro, na última quinta-feira (14), em uma operação conduzida pela Polícia Federal do Brasil, informou a Associated Press. Entre outros crimes, ele é suspeito de agressão, roubo, intimidação legal e desrespeito às autoridades.

Os crimes teriam sido cometidos por ele nos últimos cinco anos, segundo policiais que participaram da operação e, sob condição de anonimato, confirmaram que Cabrera é o homem detido.

Ele estava na lista de códigos vermelhos da Interpol, ou seja, havia contra ele um mandato internacional de busca. Em nota, a Polícia Federal diz que a prisão ocorreu em área de classe alta do Rio, mas não divulga o nome do suspeito. Afirma apenas que ele é argentino e tem 51 anos.

O comunicado policial disse que a prisão foi autorizada pelo Tribunal Superior do Brasil e que o homem ficará detido até sua extradição para a Argentina, onde responderá as acusações.

A mídia argentina noticiou no início de janeiro que a ex-esposa de Cabrera, Silvia Rivadero, havia entrado com duas acusações contra ele. Cecilia Torres, outra ex-companheira, alegou que Cabrera a havia esmurrado, ameaçado e tentado atropelá-la com seu carro em 2016.

Se forem confirmas, as acusações devem respingar no notável currículo do golfista. Em 2007, ele venceu o Aberto dos Estados Unidos em Oakmont contra Tiger Woods e Jim Furyk. Dois anos depois, conquistou o Masters. Tem ainda uma vitória no PGA Tour e as quatro vitórias no European Tour incluem seu maior evento, o BMW PGA Championship em Wentworth.

Ele não disputou a última edição do Masters, em novembro do ano passado, por causa de uma cirurgia no pulso esquerdo. Antes, jogou cinco vezes, entre agosto e setembro, no circuito PGA Tour Champions para jogadores com 50 anos ou mais.