<
>

Buffon compara PSG e Juventus e afirma: 'Com aquelas estrelas em Turim, teríamos mais quatro Champions'

Buffon em jogo do PSG em 2019 Getty

Aposentado desde agosto de 2023, Buffon viveu quase que toda sua carreira atuando no futebol italiano, se dividindo entre Parma e Juventus. Em uma temporada, porém, o goleiro viveu uma aventura diferente.

Ao longo de 2018/19, o lendário arqueiro atuou com a camisa do PSG. Em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport, Gigi explicou o que motivou sua mudança.

“Fui capitão da Juve durante muitos anos, conhecia certas dinâmicas de dentro para fora e não queria que a minha presença interrompesse a fluidez de um caminho. Eu tinha decidido no início do ano que iria parar, depois que não fomos para a Copa do Mundo (com a Itália em 2018), mas continuei tendo um bom desempenho e não queria terminar assim”, disse.

“Me reuni com a direção em janeiro, achei que não era o certo continuar. Eu disse: 'Tudo bem, não vamos criar situações forçadas'. Já tinha organizado a minha vida pós-futebol, mas em um mês veio a chamada para o PSG”, completou.

Para Buffon, a experiência foi válida, por atuar ao lado de grandes estrelas. E o ex-goleiro chegou a comparar a situação da equipe se fosse a Juventus.

“Foi uma experiência excepcional, me senti livre. Paris tem um alcance internacional, me senti bem, um cidadão do mundo. Todos eles me amaram, eles me deram muito. Na Juve, pensei que éramos os melhores do mundo, aí vi todos aqueles jogadores juntos: Mbappè, Verratti, Thiago Silva... com eles em Turim teríamos vencido quatro Ligas dos Campeões, então obviamente há prós e contras em tudo", finalizou.

Em um ano, Buffon fez 25 jogos no PSG, conquistando um Campeonato Francês e uma Supercopa da França.