<
>

Flamengo x Atlético-MG terá árbitro que revoltou cariocas contra o Palmeiras e rendeu ida à CBF

Ramon Abbati Abel, árbitro de Santa Catarina, comandou a partida entre Palmeiras e Flamengo Cesar Greco/Flickr/S.E.Palmeiras

Flamengo e Atlético-MG se enfrentam pela 36ª rodada do Brasileirão, nesta quarta-feira (29), às 19h30, no Maracanã. E o árbitro da partida foi definido pela CBF: Ramon Abatti Abel.

No entanto, o homem do apito que vai comandar o duelo decisivo já revoltou os rubro-negros em uma partida do primeiro turno. Na ocasião, Ramon Abatti Abel apitou o jogo contra o Palmeiras, no dia 8 de julho, no Allianz Parque.

As equipes ficaram no 1 a 1, com os rubro-negros na bronca com Ramon Abatti Abel. O Flamengo chegou a ir à CBF reclamar de um possível pênalti de Richard Ríos em Everton Ribeiro.

No lance, o volante alviverde empurra o camisa 7 do Flamengo pelas costas dentro da área. No entanto, a arbitragem interpretou o lance como normal e seguiu o jogo. Os cariocas não gostaram a decisão.

Na época, a CBF divulgou o áudio do VAR e toda a análise de Ramon Abatti Abel sobre o lance: "Contato mínimo e ele se joga", começou por dizer o árbitro.

"Para mim, não tem impacto nas costas dele. Tem contato, mas não tem impacto suficiente para derrubar ele. Ele segura a passada e se joga. O impacto é mínimo".

Presidente da comissão de arbitragem da CBF, Wilson Seneme discordou da marcação de campo. Segundo ele, o ato de Richard Ríos foi passível de infração.

"Nem todo ombro nas costas é falta. Mas a partir do momento que coloco ombro nas costas eu tenho que avaliar se o contato é suficiente para derrubar o jogador. Para os árbitros, não foi suficiente. É muito claro isso na narrativa do árbitro de campo que viu o lance e interpretou. Estamos falando de uma jogada muito fina. Nós no departamento de arbitragem somos 11 instrutores técnicos e ficou absolutamente dividida. Isso demonstra o grau de dificuldade. Na nossa visão de maneira geral, o contato por ter sido nas costas nós vemos, sim, um potencial de infração para essa jogada", disse Seneme.

Após a partida, o diretor de relações externas, Cacau Cotta foi às redes sociais detonar Ramon Abatti Abel.

"Não tem chororô, nem mimimi aqui, mas fica ruim para a CBF e principalmente para a continuidade da competição pela forma que estão conduzindo as coisas", escreveu o cartola.

Com 63 pontos, o Flamengo está na 2ª colocação, atrás do Palmeiras, também com 63, no saldo de gols. O Atlético-MG é 4º, com 60 pontos.

Próximos jogos do Flamengo:

Próximos jogos do Atlético-MG: