<
>

Bola de Prata: Claudinho confia em projeto, diz 'não' a gigantes e devolve Bragantino à seleção do prêmio após 18 anos

play
Bola de Prata: Claudinho vence como um dos melhores meias; João Guilherme analisa (0:35)

Premiação acontece nesta sexta-feira, 12h, com transmissão dos Canais ESPN e ESPN App (0:35)

Dizer “não” a gigantes do futebol nacional e confiar no projeto de um time que acaba de subir de segunda divisão? Definitivamente é uma decisão um tanto quanto rara. Mas Claudinho não hesitou em tomá-la. E prova agora que acertou em cheio! Um dos maiores destaques do Brasileirão, ele termina como o melhor meia e devolve o agora Red Bull Bragantino à seleção do Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet.

Claudinho teve a chance de mudar a vida de rumo no final de 2019. Após ser um dos destaques do time na campanha do título da Série B, ele recebeu propostas de Cruzeiro, Atlético-MG e Corinthians.

Mas resolveu dizer “não”, confiar no projeto da “nova” equipe que tentava entrar para a elite do futebol brasileiro e renovou com o Red Bull Bragantino – com direito até a uma brincadeira no vídeo do anúncio, rejeitando pão de queijo e doce de leite para beber o energético.

CLIQUE AQUI E VEJA A SELEÇÃO COMPLETA DO BOLA DE PRATA 2020

A escolha deu certo. Se já havia feito uma boa Série B, Claudinho brilhou ainda mais na primeira divisão e se tornou o protagonista da equipe do interior paulista.

Artilheiro da competição, ele marcou 18 gols e ainda deu mais seis assistências. Ao lado de Marinho, foi quem mais participou de gols no campeonato. E um número ainda mais impressionantes: foram incríveis 106 chances para finalização criadas, 25 a mais que o segundo colocado no quesito.

O Bragantino não tinha um jogador na seleção do Bola de Prata desde 1992, quando colocou Mauro Silva no meio de campo do melhor time daquele Brasileirão.

O time do interior paulista, porém, tem mais prêmios do que você talvez imagine! Com Claudinho, agora são nove Bolas de Prata referentes a jogadores na seleção do campeonato – sem contar Bola de Ouro ou “prêmios extras” de artilheiro, revelação ou outros.

É mais que equipes tradicionais e já campeões brasileiros como Bahia (8), Coritiba (8) e Athletico-PR (5).

E se terminou 2019 com propostas de times tradicionais do Brasil, Claudinho agora tem ofertas ainda maiores vindas da Europa.

Confiar em si mesmo e em um projeto que viu de perto que daria certo. Claudinho definitivamente sabia muito bem o que estava fazendo!