<
>

Lateral joga no gol, improvisa número com fitas e tira cruzamentos de cabeça em mata-mata da Copa Africana

Sem goleiros por lesão e COVID, Comores teve que improvisar lateral na posição e acabou eliminado para Camarões na Copa Africana de Nações


Uma cena diferente foi vista nesta segunda-feira (24), nas oitavas de final da Copa Africana de Nações. Dona da casa, a seleção do Camarões venceu a sensação Comores por 2 a 1 e conseguiu avançar para a próxima fase.

As atenções, porém, estavam voltadas para outra questão: o gol de Comores. Com dois goleiros positivados para COVID-19 e um lesionado, a seleção teve que atuar com o lateral Alhadhur improvisado na posição. Sem camisa disponível, ele ainda teve de utilizar uma de seu companheiro, com um esparadrapo improvisando o número 3.

Para piorar a situação, com sete minutos de jogo, o zagueiro Abdou foi expulso por um pisão no adversário, constatado após revisão na cabine do VAR. Enquanto isso, o lateral fazia o que podia para se segurar (incluindo cortar bolas com a cabeça).

Somente aos 29 minutos, Toko Ekambi recebeu boa bola na entrada da área e chutou rasteiro no cantinho para abrir o marcador.

Na segunda etapa, após alguma insistência e defesas surpreendentes do lateral, Aboubakar recebeu passe em profundidade na pequena área, tirou do ‘goleiro’ e ampliou.

Mas as emoções não pararam por aí. Aos 36 minutos, M’Changama bateu falta firme na intermediária e a bola parou no ângulo de Onana para diminuir o marcador. Mesmo com todo o esforço, chegou ao fim a campanha ed Comores no torneio de seleções.