<
>

Lukaku reclama de falta de espaço no Chelsea, desabafa e fala até em voltar a ex-clube

Contratado por 115 milhões de euros na última janela, artilheiro belga soma 7 gols em 18 atuações pelo Chelsea na temporada 2021/22


Romelu Lukaku não escondeu de ninguém o descontentamento no Chelsea. Em entrevista exclusiva à Sky Sports, o atacante belga foi sincero ao falar de sua situação no atual campeão europeu e falou até em voltar à Inter de Milão, seu ex-clube.

Contratado por 115 milhões de euros, o equivalente a R$ 700 milhões, na última janela europeia, Lukaku soma sete gols em 18 partidas pelo Chelsea. O atacante ficou afastado por problemas físicos, mas voltou e perdeu espaço entre os titulares habituais.

Apesar de ter atuado desde o início e feito o gol dos Blues contra o Brighton, na quarta (29), pelo último jogo em 2021, Lukaku se mostrou incomodado com a situação, mas prometeu não desistir de brigar por espaço no time de Thomas Tuchel.

"Fisicamente estou bem, melhor do que antes. Depois de dois anos na Itália, trabalhando com preparadores e nutricionistas, estou fisicamente ótimo. Mas não estou feliz com minha situação no Chelsea. Tuchel escolheu jogar em outro sistema", afirmou o astro, que continuou.

"Não vou desistir, tenho que continuar trabalhando e ser profissional. Não estou feliz com a situação que vivo, mas não posso desistir assim".

Se a insatisfação impera no Chelsea, Lukaku também abriu o coração e se declarou à Inter de Milão, clube que deixou para realizar o sonho de voltar ao futebol inglês.

O belga admitiu que sua saída da Inter foi tumultuada e, pela primeira vez, pediu desculpas aos torcedores pela forma que foi embora de Milão. Além disso, deixou clara a vontade de um dia vestir a camisa nerazzurri novamente.

"Penso que tudo aconteceu da forma que não deveria ter sido. Como eu deixei a Inter, como falei com os torcedores. Isso me incomoda, mas não era a hora certa de falar disso. Agora é a hora certa para dividir meus sentimentos", falou Lukaku.

"Sempre disse que tenho a Inter no meu coração. Sei que vou voltar à Inter, realmente espero isso. Sou apaixonado pela Itália. Peço desculpas aos torcedores pela maneira que saí do clube. Deveria ter sido diferente, devia ter falado com vocês, porque o que vocês fizeram por mim, por minha família, minha mãe, meu filho, são coisas que vão continuar comigo pelo resto da vida. Espero do fundo do coração voltar à Inter, não para encerrar a carreira, mas em um nível que eu possa ganhar ainda mais".