<
>

Barcelona aprova reforma de quase R$ 10 bilhões de novo Camp Nou

Previsão da conclusão das obras é para 2025, e o estádio do Barça terá sua capacidade ampliada para 105.000 lugares


Os sócios do Barcelona deram luz verde para a reforma do Camp Nou no valor total de 1,5 bilhão de euros (R$ 9,59 bilhões nas cifras atuais). O estádio tem capacidade para 99.354 torcedores. O projeto foi aprovado em um referendo neste último domingo (19).

A votação foi realizada de forma online pela primeira vez na história do clube, com 42.693 votos a favor da reforma. Ainda foram 5.055 votos contra, e 875 se abstiveram, com mais de 40% dos votos dos sócios espalhados por todo o mundo.

Os sócios expressaram suas dúvidas quanto ao financiamento do projeto 'Espai Barca' - que virá a partir de um empréstimo de terceiros - na recente Assembleia Geral, devido ao fato de que a dívida bruta do clube também já está em torno de 1,5 bilhão de euros.

O fato levou o presidente Joan Laporta a convocar o referendo de domingo, prevalecendo a necessidade de reformar um estádio envelhecido, sob o risco de endividamento maior.

O Barça agora já pode começar a reforma para o novo Camp Nou e arredores, com previsão da conclusão das obras para 2025.

O clube catalão afirmou que terá que jogar com parte do estádio fechado na próxima temporada (2022/23), enquanto em 2023/24 provavelmente terá que jogar em outro lugar da cidade, sendo o Estádio Olímpico, no bairro de Montjuic, uma opção.

Sendo assim, o Barcelona só voltará ao Camp Nou na temporada 2024/25, quando a reforma já estará nos finalmente.

Antes do referendo, Laporta e sua diretoria explicaram que o projeto é essencial se o clube quiser seguir o mesmo caminho de outrps gigantes da Europa, cuja maioria joga em estádios modernos ou recentemente reformados.

Laporta também argumentou que a obra acabará se pagando, com isso levando a um aumento na receita anual, enquanto ele também confirmou que o clube está em negociações para vender os "naming rights" do estádio.

O projeto de 1,5 bilhão de euros também ampliará a capacidade do Camp Nou para 105.000 lugares o que, segundo eles, estará "na vanguarda da tecnologia".

O Camp Nou foi inaugurado em 1957 e continua sendo o maior estádio da Europa, mas o estádio de 64 anos precisa de uma reforma.

Os planos ambiciosos para renovar o local foram aprovados pelos membros do Barça em 2014, mas devido a alguns problemas, o clube só foi capaz de realizar uma pequena fração do trabalho proposto.

O novo Camp Nou terá um teto retrátil coberto com 30 mil metros quadrados de painéis solares. Essa energia será utilizada para alimentar a nova tela de 360º que percorrerá todo o interior do estádio, além de diversos sistemas de segurança. Em outro esforço para melhorar a sustentabilidade do solo, a água da chuva também será coletada e reciclada.

Do lado de fora, o saguão contará com uma série de novos complexos de escritórios e espaços verdes, bem como um hotel no local, espaços para eventos, uma pista de gelo e o "Palau Blaugrana" - um pavilhão menor que é principalmente a casa do time de basquete.