<
>

Felipe Anderson explica como Sarri ajuda a revolucionar a Lazio em início de temporada

play
Felipe Anderson fala em felicidade de trabalhar com Sarri e aponta o que mais mudou em seu futebol com treinador (0:55)

Meia brasileiro falou com exclusividade ao ESPN.com.br | CLIQUE AQUI e assista ao melhor do futebol AO VIVO pela ESPN no Star+ (0:55)

Em entrevista ao ESPN.com.br, o brasileiro Felipe Anderson detalhou como Maurizio Sarri tem impactado o início de temporada da Lazio e o seu futebol


Maurizio Sarri assumiu a Lazio no início da temporada e deu esperanças ao torcedor em sua primeira arrancada, com o time em quinto no Campeonato Italiano e em boa fase na Europa League, onde enfrentará o Olympique de Marselha nesta quinta (20), com transmissão pela ESPN no Star+.

Não perca o Star+ Acesso Livre nos dias 22, 23 a 24 de outubro! Três dias completamente de graça com muito esporte AO VIVO, séries e filmes. Clique e saiba mais!

Voltando ao time nesta temporada, Felipe Anderson destacou, em entrevista ao ESPN.com.br, o quanto o comandante italiano é diferente dos demais por conta de seu estilo de jogo.

“Ele é muito diferente, pelo fato de que ele sempre quer comandar os jogos. Para isso, você tem que atacar e defender pressionando com perfeição muito grande. E, querendo ou não, a gente teve que mudar a mentalidade para fazer isso que ele pede. Algo que a gente admirava muito quando jogava contra ele”, disse.

“A gente está motivado para poder escutar, aprender, assimilar o mais rápido possível esse estilo dele, que a gente sempre via os times que ele treinava se divertindo”, completou.

O treinador não está fazendo mudanças somente na equipe da Lazio, mas também no futebol do próprio brasileiro, que disse ter ficado muito feliz quando soube que iria trabalhar com ele.

“Eu fiquei muito feliz em poder trabalhar com ele, pelas minhas características, meu estilo de jogo. Por ser um jogador ofensivo, gosto do time tendo a bola, saindo com ela controlada, no chão, e fazer chegando ela para você. Até mesmo quando o time perde a bola, o adversário não está bem-posicionado, porque eles ficam tentando pressionar”, afirmou.

“E, para a gente, que joga na frente, é muito importante. Ainda mais com as minhas características de velocidade, que tem que ter o momento de descanso com a bola. Então, ele preza muito por isso”, relatou.

E o brasileiro também não esconde sua felicidade em jogar o estilo de jogo que Sarri prega, por poder estar mais perto do gol e do ataque.

“Com certeza, porque, querendo ou não, a gente fica mais perto do gol. Eu percebi, por mais que tenha feito só um gol e dado uma assistência, eu me senti muito mais próximo de fazer gol do que nas temporadas anteriores”, revelou.

“Me vi, muitas vezes, em situações em que a bola não passou, mas eu estava bem-posicionado na área. Tive que andar menos metros para poder chegar em perigo. Então, creio que com um pouco mais de trabalho, de tempo as coisas vão fluir muito bem”, finalizou.