<
>

Ex-volante diz como era jogar com Ronaldo no Corinthians e revela presente do Fenômeno ao fã Dentinho

play
Duílio acha Andrés o melhor presidente que o Corinthians já teve: 'Existia 500 mil gozações e hoje é bicampeão do mundo, ganhou Libertadores e tem estádio' (2:14)

Presidente do Corinthians é o Bola da Vez da semana | Assista ao "Bola da Vez: Duilio Monteiro Alves" pela ESPN no Star+ (2:14)

Companheiro de Ronaldo no Corinthians em 2009, Cristian falou sobre o profissionalismo de Ronaldo e revelou um presente especial do Fenômeno ao atacante Dentinho


"Ele para a gente era muito exemplo. Chegava muito cedo, não faltava a treino, treinava para caramba, nunca reclamava". É assim que Cristian, volante com 100 jogos pelo Corinthians, recorda o ano em que atuou com Ronaldo pelo clube.

Os dois jogaram juntos pelo Timão em 2009, ano em que o meio-campista foi para o Fenerbahce, da Turquia, em julho. Em entrevista ao podcast Podpah, Cristian destacou o profissionalismo do Fenômeno quando chegou ao clube após passagem pelo Milan.

"Quando ele voltou [para o Brasil], muita gente falou 'ele já não joga mais bola, já era, ex-jogador'. Que o cara não aguenta mais jogar, tem não sei quantas cirurgias. O que esse cara treinava era piada. Treinava muito. Treinava muito mais que a gente, treinava quatro períodos".

"Às 7 da manhã, acordava e ia para a academia. Aí tomava o café às 9 horas e treinava, aí descansava. O treino nosso era às 4, dava 3 horas, 15h30 ele estava na bicicleta, depois treinava com a gente de novo".

play
1:04

Corinthians planeja 'tirar mais atletas que não estejam sendo utilizados' e trazer reforços, conta Duílio Monteiro

Presidente do Corinthians é o Bola da Vez da semana | Assista ao "Bola da Vez: Duilio Monteiro Alves" pela ESPN no Star+

Correndo por ele

A presença de Ronaldo no elenco do Corinthians, que havia acabado de subir da Série B do Campeonato Brasileiro, era uma motivação a mais para os jogadores – inclusive para o próprio Cristian, à época com 26 anos.

"Você ver um cara que você sempre admirou e ver ele sentado do seu lado é totalmente diferente. A gente olhava para ele como um fã mesmo, então a gente dava a vida por ele. A maioria dos jogadores, se você perguntar na época, em 2009, corria por ele, pela felicidade dele".

"A gente não queria saber se ele ganhava milhões, se ele era o Fenômeno, isso não era nada, para a gente ele era o Ronaldo e era mais um com a gente. A gente corria demais por aquele cara".

"Então, você vê o Ronaldo, vê o Ronaldinho Gaúcho, o cara tem que correr para esses caras. Eu pensava assim. Não só eu, mas acho que, em 2009, a maioria. Todo mundo olhava para o Ronaldo como uma 'parada' assim: 'irmão, vamos dar a vida por esse cara'".

Dentinho: companheiro e fã

Cristian também revelou a emoção do atacante Dentinho, à época com 20 anos, com o primeiro gol de Ronaldo pelo Corinthians. Pelo Campeonato Paulista, o Fenômeno marcou contra o rival Palmeiras em empate por 1 a 1 e levou o atacante, atualmente no Shakhtar Donetsk, às lágrimas.

"Você ver o Dentinho chorando é piada. No jogo contra o Palmeiras. Se eu não me engano, o Dentinho até hoje tem uma camisa dele. Você entra na casa dele e tem a camisa toda suja do Ronaldo. Ele estava chorando, todo mundo muito emocionado, o Ronaldo tirou a camisa e deu para ele. Ele tem essa camisa até hoje na casa dele".

play
2:28

Presidente do Corinthians diz que Sylvinho abrirá 2022 sendo técnico da equipe: 'Em nenhum momento foi pensado em trocar'

Duílio Monteiro é o Bola da Vez da semana | Assista ao "Bola da Vez: Duilio Monteiro Alves" pela ESPN no Star+

O volante também recordou a famosa comemoração do gol, em que jogadores e torcedores escalaram e quebraram o alambrado do Estádio Paulo Constantino.

"A hora que ele entrou, fez aquele gol, eu até subi no alambrado, arrebentei minha mão toda. Eu, Dentinho e Elias. Me cortei todo, minha mão ficou toda cortada. A emoção era tanta que, quando o homem [Ronaldo] subiu, eu falei: 'vou atrás'. Se o Ronaldo foi, eu vou, vai todo mundo".

Ronaldo atuou pelo Corinthians entre 2009 e 2011, disputando 69 jogos com a camisa alvinegra. O Fenômeno faturou o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil em seu primeiro ano no Parque São Jorge.

play
1:48

Presidente do Corinthians fala sobre atraso no pagamento de atletas: 'Salários de toda a base estavam em dia e o que ficou congelado é a ajuda de custo'

Duílio Monteiro é o Bola da Vez da semana | Assista ao "Bola da Vez: Duilio Monteiro Alves" pela ESPN no Star+