<
>

Como final da Libertadores aliviou o até então 'pressionado' Abel Ferreira no Palmeiras

Com o empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, no Mineirão, o Palmeiras carimbou sua vaga na final da Conmebol Libertadores, tendo pela frente o Flamengo na grande decisão do torneio.

A partida acontece no dia 27 de novembro, no estádio Centenario, em Montevidéu, no Uruguai, ainda sem horário definido, com transmissão AO VIVO pelo FOX Sports e também pela ESPN no Star+.

A classificação foi fundamental para a sequência da temporada do Verdão, diminuindo a pressão sobre Abel Ferreira.

Depois de um início mágico no comando do Alviverde, com a conquista da Libertadores e da Copa do Brasil, o treinador português encarou pela primeira vez a cobrança por resultados nesta temporada, após a perda de títulos e uma eliminação precoce.

Em um primeiro momento, o Verdão foi derrotado por Flamengo e Defensa y Justicia na Supercopa do Brasil e na Recopa Sul-Americana, respectivamente. Logo na sequência, veio a perda do título do Campeonato Paulista para o São Paulo. O momento de maior cobrança, no entanto, aconteceu em junho, quando o time foi eliminado pelo CBR da Copa do Brasil, em pleno Allianz Parque.

Dessa forma, restaram apenas a Libertadores e o Campeonato Brasileiro para o Palmeiras na temporada. Na Série A, a situação não é confortável para o time comandado por Abel, já que o clube palestrino ocupa a segunda colocação, mas está a oito pontos do líder Atlético-MG.

Ou seja, uma eliminação para o Galo na Libertadores traria uma grande pressão a Abel, que teria que apostar todas as fichas da temporada no Campeonato Brasileiro. Além da distância para o líder da competição, o Verdão teria que se recuperar derrota dolorida para o Corinthians, no último final de semana.

Buscando seguir na caça ao Atlético-MG, o Palmeiras volta a campo pelo Brasileirão no próximo domingo, quando enfrenta o Juventude, no Allianz Parque, às 18h15, em jogo válido pela 23ª rodada.