<
>

Champions: VAR decide no fim, e Benfica empata com o Dínamo de Kiev na estreia da fase de grupos

play
Champions League: Cristiano Ronaldo acerta 'nocaute' em segurança na derrota do Manchester United para o Young Boys (1:00)

O craque português ficou super preocupado com a agente de segurança que desmaiou | CLIQUE AQUI e assista ao melhor da ESPN AO VIVO no Star+ (1:00)

O Benfica empatou em 0 a 0 com o Dínamo de Kiev, na Ucrânia, pela primeira rodada do grupo E da Champions League. No entanto, o resultado poderia ter sido muito pior para o time comandado por Jorge Jesus se não fosse o gol anulado pelo VAR para os donos da casa nos minutos finais.

Shaparenko marcou nos acréscimos, mas a arbitragem viu impedimento no lance e cancelou o tento que daria a vitória para a equipe ucraniana.

Os donos da casa começaram melhor na partida, foram mais organizados e dominaram quase todo o primeiro tempo. Em duas oportunidades de perigo, uma na cobrança de falta de Shaparenko e a outra no chute de Shkurin, o goleiro Vlachodimos fez boas defesas e salvou o time de Jorge Jesus. No entanto, nos minutos finais, a equipe portuguesa cresceu, soube explorar os erros adversários e assustou com Rafa Silva, que finalizou por cima do gol e com Yaremchuk, que arriscou uma bomba nas não acertou as redes.

Na volta do intervalo, o Benfica quase abriu o marcador com Yaremchuk, mas o goleiro Boyko defendeu com a perna e no rebote, a defesa ucraniana afastou. Preocupado, o técnico Jorge Jesus mexeu no time, tirando os brasileiros Everton Cebolinha, ex-Grêmio e Gilberto, ex-Fluminense, que deram lugar a Darwin Núñez e Valentino Lazaro.

Apesar da maior posse de bola, a equipe portuguesa encontrou dificuldade em finalizar, enquanto o Dínamo foi mais efetivo em suas chegadas. Nos minutos finais, em um único lance, o time ucraniano acertou a trave duas vezes, em um chute de fora da área de Shaparenko e na tentativa de corte de Vertonghen, no rebote, depois da defesa de Vlachodimos.

Na sequência, já nos acréscimos, para desespero do Mister, o próprio Shaparenko balançou as redes, mas após consultar o VAR, a arbitragem viu impedimento do jogador no início do lance e anulou o gol.

Foram bem: Shaparenko e Rafa Silva

Do lado ucraniano, Mykola Shaparenko fez uma boa partida, criou as melhores oportunidades, mas parou no goleiro do Benfica e no VAR. Já pela equipe portuguesa, Rafa Silva foi o melhor em campo, dando trabalho a Boyko e à defesa adversária.

Situação do campeonato

Com o resultado, os dois times somam um ponto cada. O Bayern de Munique lidera o grupo E depois da vitória por 3 a 0 sobre o Barcelona, que por sua vez, aparece na última colocação.

Experiência à beira do campo

O romeno Mircea Lucescu, técnico do Dínamo, é o treinador mais velho da fase de grupos da Champions, com 76 anos. Jorge Jesus, do Benfica, é o segundo mais experiente nesta edição, com 67.

Próximos jogos

O Benfica volta a campo para enfrentar o Boavista, na segunda-feira (20), às 15h (horário de Brasília), pelo Campeonato Português, que o fã de esporte acompanha AO VIVO pela ESPN no Star+. Já o Dínamo encara o Oleksandria, no sábado (18), às 13h30 (horário de Brasília), pelo Campeonato Ucraniano.

A segunda rodada do grupo E da Champions acontece no dia 29. Os portugueses recebem o Barcelona no Estádio da Luz, enquanto os ucranianos visitam o Bayern de Munique, na Alemanha.

Ficha técnica

Dínamo de Kiev 0 x 0 Benfica

DÍNAMO DE KIEV: Boyko; Kedziora, Zabarnyi, Syrota, Mykolenko; De Pena (Verbic), Sydorchuk, Shaparenko, Tsygankov (Karavaev); Buyalskiy; Shkurin (Harmash). Técnico: Mircea Lucescu

BENFICA: Vlachodimos; Otamendi, Rodrigues, Vertonghen; Gilberto (Lazaro), Weigl, Mario (Taarabt), Grimaldo; Rafa Silva (Pizzi), Yaremchuk (Núñez), Everton Cebolinha (Radonjić). Técnico: Jorge Jesus