<
>

Fortaleza: Lucas Crispim diz que vive melhor momento e revela como ajudou na ida de Lucas Lima

play
'O que o São Paulo recebe por mês, o Fortaleza ganha no ano': Marcelo Paz fala sobre desigualdade financeira no futebol brasileiro (1:40)

Marcelo Paz concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (1:40)

Um dos destaques do Fortaleza na temporada, Lucas Crispim teve um papel importante na contratação de Lucas Lima, que trocou o Palmeiras pelo time tricolor na última semana.

Crispim, que é amigo do xará desde os tempos em que atuaram juntos no Santos, passou várias informações que ajudaram o meia a fechar o empréstimo até o final do ano.

"Quando soube do interesse, o pessoal do clube me chamou para falar com o Lucas, que já estava sabendo da proposta e ficou muito feliz e animado em vir. Isso foi fundamental. Ele me ligou perguntando sobre a estrutura do Fortaleza e o convívio no dia a dia com o pessoal. Aqui é tudo muito bom, o ambiente é sadio, com muitas brincadeiras e bem leve. Era o que a gente tinha no Santos naquela época. Ele vai trabalhar com pessoas do bem", disse o jogador, ao ESPN.com.br.

Crispim e Lucas Lima passaram as férias no fim de 2019 junto com Neymar em Paris e depois a virada do ano na Bahia.

"O Lucas tem muita qualidade e irá nos ajudar muito. Ele já me conhecia e sabe o quanto eu sei do clube. Fizeram um esforço para trazê-lo. Espero que possa dar certo", afirmou

O Fortaleza é o terceiro colocado no Brasileirão, com 32 pontos, e enfrentará o Cuiabá, nesta segunda-feira, às 21h30 (de Brasília).

Menino da Vila

Natural de Brasília, Lucas Crispim se destacou em um torneio no Paraná quando ainda era criança e recebeu ofertas de dois grandes clubes de São Paulo.

“Santos e o Corinthians me chamaram para jogar na base, mas optamos pelo Santos. Foi uma das decisões mais felizes da minha vida, porque comecei tudo por lá”.

Na Vila Belmiro, ele virou amigo de Neymar e jogou ao lado de nomes como Gabigol, Neilton e Emerson Palmieri. Campeão de praticamente todos os torneios de base, ele venceu duas vezes a Copa São Paulo de futebol júnior (2013 e 2014).

Após ser efetivado aos profissionais, ele foi emprestado para o Vasco na Série B de 2014.

“Joguei ao lado de caras consagrados e conseguimos o acesso para a Série A do Brasileiro. Amadureci bastante porque mudei de cidade e de clube. Fui muito feliz porque pude estrear como profissional e fazer meu primeiro gol. Era tudo diferente da base”, contou.

Crispim venceu depois o Paulistão de 2015 pelo Santos antes de ser cedido para o Joinville na Série A. No retorno à Vila Belmiro, foi campeão outra vez do Estadual antes de ir para o Atlético-GO e obter o acesso para a elite do Nacional. Após o fim de contrato com o time da Vila Belmiro, Crispim foi para o São Bento.

“Tudo o que vivi no Santos foi muito bom. Não sei te dizer o que faltou para ter mais sequência de jogos porque tive chances. Acho que não era para dar certo”, analisou.

Em 2019, acertou com o Guarani, no qual teve duas temporadas de muito destaque. No começo de 2021, recebeu ofertas de clubes como Cruzeiro e América-MG, mas foi contratado pelo Fortaleza a pedido de Enderson Moreira, seu ex-treinador no Santos.

“Fui muito feliz no Guarani e criei um vínculo muito forte. Vieram muitas ofertas e sondagens, mas fiquei feliz na hora que o Fortaleza me ligou e me apresentou o projeto. Alguns amigos me falaram super bem do clube e da cidade. O carinho que o torcedor depositou em mim foi fundamental. O Fluminense fez uma sondagem, mas já estava fechado com o Fortaleza e tinha dado a minha palavra, não tinha como voltar atrás. Fui muito feliz na escolha”, contou.

play
1:40

'O que o São Paulo recebe por mês, o Fortaleza ganha no ano': Marcelo Paz fala sobre desigualdade financeira no futebol brasileiro

Marcelo Paz concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br

Melhor momento

Com a chegada do técnico argentino Juan Pablo Vojvoda, o meia, de 27 anos, passou a jogar como ala aberto e viu seu futebol ganhar ainda mais projeção.

“Ele perguntou se eu faria essa função, e respondi que sim porque é importante ser versátil. Comecei a procurar a saber mais sobre a posição e conversar muito com os auxiliares dele, que me ajudam bastante. Ele fez sabe extrair o melhor de cada jogador”, contou.

Em 33 jogos na temporada, Crispim marcou cinco gols e deu oito assistências. Ele é o quinto melhor meia no Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet (média de 5,33).

“Ele pede para eu ir ao meu limite. Você pode atingir um patamar muito grande, mas precisa chegar ao seu limite. Eu não tinha isso na cabeça. A confiança que ele me dá é extraordinária. A gente sabe aonde quer chegar e sempre queremos mais. Estou vivendo um dos melhores momentos da minha carreira”, afirmou.

No mês passado, Crispim foi um embaixador do Fortaleza ao dar uma camisa para Neymar.

play
1:39

'Ceni deixou um legado de títulos e mentalidade vencedora': Marcelo Paz vê 'DNA' de Rogério no atual trabalho do Fortaleza

Marcelo Paz concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br

“Quando ele soube que eu vinha jogar no Fortaleza me desejou sorte, parabenizou pelo momento e me pediu uma camisa. Infelizmente não consegui entregar antes, mas quando o Neymar saiu de férias eu conseguir ir até ele e entregar a camisa. Nós sempre trocamos camisas. Quando for visitá-lo em Paris vou pedir uma do Messi (risos)”, finalizou.