<
>

Flamengo: Vitinho revela viver 'melhor fase' e conta como Renato Gaúcho fez o time jogar 'mais solto'

play
Vitinho revela 'segredo' do Flamengo multicampeão: 'Não tem vaidade' (2:38)

'O Flamengo joga em função da equipe', disse o jogador rubro-negro em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (2:38)

Vitinho acredita que vive a melhor fase desde que chegou ao Flamengo, em 2018. Depois de superar um começo difícil na Gávea, ele virou uma das armas do técnico Renato Gaúcho para eliminar o Olimpia nas quartas de final da Conmebol Libertadores, em Brasília.

O FOX Sports transmite Flamengo x Olimpia, nesta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília). O ESPN.com.br acompanha a partida em tempo real com vídeos.

O jogador conta que soube absorver as críticas que recebeu para evoluir dentro de campo.

"Sempre tive a cabeça aberta para poder escutar. Na Rússia, eu aprendi a trabalhar a mentalidade de entender as coisas e superá-las, independentemente do quão difíceis elas são. Tem coisa que superamos mais rápido e outras, não. Sempre tentei ouvir pessoas que me davam uma visão de fora e perguntar para a comissão técnica o que eu precisava melhorar. Até mesmo meus companheiros me avisavam disso. Eu me propus a receber um feedback e a aprender. Sigo querendo aprender cada vez mais e a ser uma pessoa melhor com isso", disse ao ESPN.com.br.

Mesmo não sendo titular, o atacante tem conseguido se destacar em 2021 - já são são oito gols e oito assistências. Desde a chegada de Renato, o jogador marcou quatro gols e deu uma assistência.

"Aprendi muitas coisas que precisava passar para poder crescer. Entregar o meu melhor para os companheiros e ficar contente. Em alguns momentos jogava bem e não ficava contente por não ter feito um gol ou uma assistência. Hoje, consegui ter uma constância nisso e fui ficando mais feliz com cada jogo, independentemente de ter feito gol ou não. Isso me trouxe mais leveza, confiança e estou colhendo frutos. Entro cinco ou dez minutos e procuro fazer o melhor. Em três jogos (Bahia, Defensa e Olimpia) entrei no fim e fiz gols. Eu não tenho que reclamar de nada. É continuar trabalhando e, quando precisarem de mim, estarei 100% focado para ajudar a equipe em momentos decisivos", garantiu.

Em 2021, o Flamengo viveu alguns meses turbulentos no final da passagem do técnico Rogério Ceni, mas com a vinda de Renato Gaúcho, a equipe melhorou e está na briga em três competições: Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão.

"A chegada do Renato mudou muita coisa porque passamos a jogar num estilo mais solto, não se prendendo muito ao adversário. E cada um faz o seu melhor na função. Cada jogador conseguiu render de maneira melhor. Conseguimos bons resultados com essa mudança. A gente sentiu essa energia, os resultados positivos e estar brigando em três competições. Passamos por momentos difíceis essa temporada e estamos crescendo no momento certo. A gente consegue estar mais focado e identificar o que pode nos atrapalhar para arrumar. Estamos evoluindo a cada jogo e sendo mais ambiciosos com o que queremos conquistar. Estamos sendo agressivos para conquistar", analisou.

play
2:31

'A chegada do Renato Gaúcho mudou muita coisa no Flamengo; a gente sentiu a energia', afirma Vitinho

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, o jogador rubro-negro rasgou elogios ao treinador: 'É um cara sensacional!'

Feliz com fase do Fla

Para avançar às semifinais da Libertadores, o Flamengo precisa administrar a enorme vantagem conquistada. No jogo de ida, no Paraguai, o time rubro-negro venceu o Olimpia por 4 a 1, com um gol de Vitinho no fim do segundo tempo.

"Foi um jogo bem diferente. Fora de casa, eles se lançaram bem buscando velocidade e jogo de contra-ataque. A gente passou alguns sustos, mas conseguirmos segurar bem. Armamos umas armadilhas para sair no contra- ataque explorando a velocidade do Bruno e do Gabriel. Eu ajudei para sair na velocidade e conseguimos fazer o quarto gol. Foi uma bela jogada. No fim, saímos vencedores e felizes com o grande resultado", afirmou.

O jogador acredita que o Flamengo tenha conseguido quebrar uma barreira ao conseguir mostrar um jogo mais técnico contra adversários que sempre tentaram se impor pela força física.

"É bem desafiador jogar contra essas equipes e aprendemos a colocar nosso estilo mais driblador e técnico. Ficamos felizes com resultado e temos um jogo importante, mas não tem nada decidido. Vamos para Brasília para sacramentar essa classificação. A gente fica empolgado com as nossas apresentações a cada partida. Uma vitória dessas nos dá muito mais expectativas do que pode vir", analisou.

Da vitória sobre o Olimpia, Vitinho lamenta apenas os gestos e gritos racistas proferidos por parte dos torcedores paraguaios no estádio.

play
2:15

Vitinho, sobre Flamengo x Olimpia: 'Não tem nada decidido ainda'

Em entrevista ao ESPN.com.br, o jogador rubro-negro falou sobre a partida de ida pelas quartas da Libertadores e projetou o duelo desta quarta-feira

"Foi um evento triste... Eles querem tirar a tua concentração e te desestabilizar. Usaram muito termos de 'macacos', 'negros' e fizeram gestos. Isso não tira meu foco. Não é a primeira vez que acontece e não me afeta em nada. Não acho correto e acho que a Conmebol deve tomar uma atitude severa perante isso por respeito ao Flamengo e por nós, seres humanos. Isso não nos afetou. Passarmos por isso fez com que a nossa vitória fosse ainda mais bonita. Sofremos todo tipo de injúria e chegamos lá. Demos o nosso recado que fomos lá para jogar o nosso futebol e sair vitoriosos", afirmou.

play
1:41

Vitinho cobra punição a torcedores do Olimpia por ofensas racistas a jogadores do Flamengo

Há registros em vídeo de gritos de "macaco" vindos da arquibancada

Em três temporadas na Gávea, Vitinho venceu Campeonato Carioca (2019, 2020 e 2021), Libertadores (2019), Campeonato Brasileiro (2019, 2020), Supercopa do Brasil (2021) e Recopa Sulamericana (2020).

"Hoje estou colhendo o fruto de tudo que já passei e aprendi. Quero ajudar o Flamengo a ser vitorioso e a todo mundo sair feliz. Nosso objetivo é conquistar", finalizou.