<
>

Palmeiras fecha maio no azul e tem superávit de mais de R$ 67 milhões em 2021; COF aprova balancete

play
Jorge chega ao Palmeiras e se encanta com estrutura: 'Estou na Europa' (0:19)

Lateral já realizou atividades físicas e avaliações musculares na academia de futebol (0:19)

O COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) do Palmeiras aprovou nesta terça-feira o balancete de maio das contas do clube. A aprovação veio com 15 votos a favor, zero contra e uma abstenção.

Em maio, o time alviverde fechou no azul, com um saldo positivo de R$ 16,7 milhões.

Somando os cinco primeiros meses de 2021, o superávit é de R$ 67,3 milhões.

O caixa foi reforçado principalmente pelo dinheiro que entrou dos jogos da fase de grupos da Conmebol Libertadores (US$ 1 milhão, ou R$ 5,17 milhões, por partida), além da classificação para as oitavas do torneio, que pagou US$ 1,05 milhão (R$ 5,43 milhões).

O Alviverde ainda receberá US$ 1,5 milhão (R$ 7,75 milhões) pela participação nas quartas, mas o montante só será creditado no balancete de julho.

Apesar dos números favoráveis até agora em 2021, o Palmeiras segue com sinal de alerta ligado nos bastidores.

Isto porque a pandemia de COVID-19 segue causando estragos nas contas dos clubes brasileiros.

O Verdão, por exemplo, perdeu toda a receita de bilheteria do Allianz Parque, que era uma de suas principais fontes de entrada de dinheiro. O número de sócios-torcedores Avanti também caiu.

Vale lembrar que, no ano passado, quando os efeitos do coronavírus foram fortíssimos, a agremiação fechou a temporada com déficit de R$ 151 milhões.