<
>

MC Livinho vai jogar no São Caetano, pegou dicas com lateral do Barcelona e lembra encontro com Ronaldinho

play
O dia que MC Livinho deu tapa no ângulo em jogo festivo na Vila Belmiro e definiu futebol como 'segundo talento' (0:24)

Funkeiro foi anunciado como novo reforço do São Caetano nesta terça-feira (0:24)

Apresentado como reforço do São Caetano para a Copa Paulista, MC Livinho quer entrar em campo e realizar um sonho de infância: ser jogador profissional. Após tentativas com Oeste e Audax entre 2019 e 2020, que não deram certo por causa da agenda de shows, o cantor firmou contrato com a equipe do ABC até o fim do ano.

"É um desafio novo graças a Deus e estou realizando um sonho de duas pessoas: o meu e o do meu avô Manoel Martins, que é falecido. Ele chegou a me levar em escolinhas e queria que eu jogasse. Meu primeiro gol ou realização será dedicada a ele, que está olhando a gente do céu", disse, ao ESPN.com.br.

"Com a pandemia não está tendo shows, mas o trabalho não para. Eu vou para estúdio, faço músicas, dou entrevista e tenho outros compromissos. Mas o que não me deixou jogar das outras vezes foi a agenda de shows porque tínhamos várias datas fechadas com os contratantes", explicou.

Torcedor do Corinthians, Livinho trabalhou como garçom antes de estourar no mundo da música. Ele chegou a pedir oportunidades para fazer testes em clubes aos empresários que frequentavam o local, mas sem sucesso.

"Eles me diziam que eu precisava fazer um DVD para poder ir para uma peneira. Eu cheguei a ir atrás, mas na época era muito caro fazer um DVD e não dei continuidade. Nessa época, eu já buscava a música. As coisas caminhavam lado a lado".

"O futebol é a minha primeira ou a minha segunda paixão, não sei te dizer. Eu sempre cantei na igreja, e depois de um tempo veio o sonho de virar um MC.

Parceiro de Ronaldinho

Em 2012, Livinho conseguiu fazer sucesso na música, que o possibilitou conhecer ídolos do mundo do futebol.

"O Ronaldinho Gaúcho é um parceiro, um irmãozão e gente fina demais. O sorriso dele é demais. Quando eu o conheci deu uma tremida [nas pernas], mas a gente sabe conter. Fico muito feliz porque não queria ser um incômodo, porque quando a gente gosta corre o risco de passar dos limites".

"Depois, ele me chamou para jogar uma partida de final de ano dos ‘Amigos do Ronaldinho’. Também fui numa festa de aniversário na casa dele com a família. Eu bati bola com uns conhecidos dele e também ficamos resenhando".

Além de Ronaldinho, Livinho é fã de Ronaldo Fenômeno, Adriano Imperador, Cristiano Ronaldo e Neymar.

"Eu gosto de driblar e sou mais ofensivo. Estou experimentando do meio para frente na parte da ponta ou de centroavante. Estou vendo qual lado posso me localizar melhor", afirmou.

Pouco depois de acertar com o São Caetano, ele conversou com vários amigos jogadores profissionais, incluindo Emerson Royal, lateral-direito do Barcelona e da seleção brasileira.

"Ele é meu amigo e nos conhecemos há alguns anos. Nós estivemos juntos recentemente em um jogo que fizemos. Contei do acerto para ele, que ficou muito feliz e me deu várias dicas legais que eu guardei. Estou muito feliz e quero aprender", afirmou.

Livinho estava jogando no futebol amador antes de ir para o Azulão. O cantor, que completará 27 anos em novembro, espera obter sucesso como jogador profissional.

"Eu vou me dedicar para que o meu físico e o meu desempenho dentro de campo melhorem. Eu tenho uma saúde boa e será fácil. É muito gratificante. Preciso treinar, cuidar da alimentação e descansar, que é necessário. Tenho objetivo de vestir a camisa e ajudar o clube".

O São Caetano está no Grupo D da Copa Paulista, que começará a ser disputada no dia 14 de setembro. O Azulão divide a chave com Atibaia, Taubaté, Juventus e Portuguesa. O campeão da competição poderá escolher entre uma vaga na Copa do Brasil ou na Série D para 2022. O vice-campeão herdará a outra escolha.