<
>

Espanha reencontra único 'algoz' da era de ouro da seleção com conquistas da Euro e da Copa do Mundo

play
No Resenha, Marcos Senna revela diferença entre técnicos campeões da Euro e da Copa com a Espanha (1:24)

Veja o "Resenha ESPN: Marcos Senna" nesta sexta-feira, a partir de 22h00 (de Brasília), na ESPN Brasil e no ESPN App (1:24)

Entre 2008 e 2012, a Espanha conseguiu dominar o futebol na Europa e no mundo com duas conquistas da Eurocopa e uma da Copa do Mundo. Nos três títulos, a Fúria, como é conhecida, teve campanhas quase perfeitas.

Quase porque, no mundial de 2010, uma adversária se ‘engraçou’ contra os espanhóis e saiu com uma vitória: a Suíça, adversária da equipe nas quartas de final da Euro, nesta sexta-feira (2).

No dia 16 de junho de 2010, em Durban, as duas seleções estreavam no mundial da África do Sul, com os espanhóis sendo apontados como um dos principais favoritos ao título.

Embalados pelo título europeu de dois anos antes, o time, agora comandado por Del Bosque, contava em seu time titular com Casillas, Puyol, Ramos, Xavi, Iniesta e David Villa, além de reservas como Fernando Torres e Fàbregas.

O que eles não esperavam, porém, era encontrar o ferrolho suíço logo de cara. No primeiro tempo, poucas chances para os favoritos. Aos seis do segundo tempo, porém, Derdiyok dividiu com Casillas e a bola sobrou para Gelson Fernandes abrir o placar.

Daí em diante, o time espanhol partiu para cima de seus adversários em busca de conquistar, ao menos o empate. A grande chance veio de um chute de fora da área de Xabi Alonso que acertou o travessão, mas o placar não mais se movimentou.

No restante da campanha, mesmo com as dificuldades, a Espanha venceu todas as suas partidas, até terminar com a taça de campeã mundial. A Suíça, por sua vez, tropeçou nos jogos seguintes e foi eliminada ainda na fase de grupos, com a terceira posição no grupo H.