<
>

Ex-Flamengo, irmão de Adriano Imperador quer construir história no Assisense

play
Maracanã, a casa dos golaços de Adriano Imperador com a camisa do Flamengo (1:13)

Adriano será o próximo homenageado na calçada da fama do Maracanã. O ex-jogador e ídolo do Flamengo recebeu a notícia na última segunda-feira (03) e compartilhou a emoção nas redes sociais. (1:13)

Quando era criança, Thiago Ribeiro ficava impressionado ao ver o irmão mais velho, Adriano Imperador, trombar com os defensores na Itália e não cair no chão. O garoto mal poderia imaginar que, pouco mais de uma década depois, ele teria a chance de tentar seguir os passos do ídolo da Inter de Milão e do Flamengo.

Aos 21 anos, o centroavante vai disputar a Série B do Paulistão – na prática a quarta divisão – pelo Assisense.

"O pessoal é muito gente boa e estou sendo muito bem tratado. Preciso trabalhar para dar certo quando chegarmos no campeonato", disse Thiago, ao ESPN.com.br.

Vindo de uma família apaixonada por futebol, ele começou em escolinhas no Rio de Janeiro antes de entrar na base do Flamengo, mesmo clube que projetou Adriano. Colega de time do zagueiro Thuler, que chegou aos profissionais, ele ficou três anos na Gávea.

“Aprendi muitas coisas e valeu muito a pena. Eu saí do Flamengo muito por causa dessa comparação com o Adriano. Comecei a desanimar e saí”, disse.

Logo em seguida, Thiago Ribeiro foi para a academia Next Level, um projeto que leva jovens para jogarem futebol e estudarem nos Estados Unidos.

Após estudar dois anos e meio no "high-school", que corresponde ao Ensino Médio no Brasil, ele foi chamado para jogar e estudar na faculdade de administração Saint Vincent College, em Latrobe, na Pensilvânia, onde ficou um ano.

No fim de 2019, Thiago veio ao Brasil, mas não retornou aos EUA após a pandemia.

“Eu não tinha me adaptado muito bem na faculdade porque era o primeiro estrangeiro lá e cheguei no meio do semestre. Estava um pouco perdido”, disse.

Thiago seguiu treinando até ser chamado para jogar pela primeira vez como profissional pelo Assisense, clube do interior de São Paulo.

“Uns amigos da minha família me ajudaram a arrumar um lugar para treinar e me perguntaram se eu não queria voltar a jogar. Como não poderia mais atuar em base pela minha idade, eles ofereceram ajuda para conseguir um time. Eles são amigos do pessoal do Assisense e vim para cá”, contou.

Centroavante de área, Thiago Ribeiro mede 1,83m e gostar de chutar forte como o irmão, apesar de ser destro. Preparado para as cobranças e comparações, o jovem espera fazer sucesso no Estadual.

“Quando era mais novo, eu ligava mais, tanto é que saí do Flamengo. Mas fui ficando mais adulto e não esquentando tanto. Quero construir a minha história. Não posso ficar dependendo dele ou achar que só porque sou irmão dele vou conseguir algo. Tenho que conquistar as coisas por mim”.

Convívio com ídolos

Enquanto Adriano defendeu a Internazionale, Thiago ia todos os anos passar férias ao lado do irmão na Itália e chegou a jogar pela escolinha da equipe de Milão.

“Todos os jogadores da Inter tinham muito carinho por ele, não só por ser o Imperador, mas pela pessoa que ele é. O presidente [Massimo Moratti] tirava o chapéu para ele. Eu ia nos treinos, tirava fotos com o pessoal e falava mais com os brasileiros, como o Maicon e o Júlio César”, contou.

“O Ibra parece ser marrento, mas foi muito bacana. Ele se amarrava no meu irmão. Uma vez ele foi na casa do meu irmão na Itália. O Adriano adorava reunir os jogadores da Inter porque minha mãe fazia comida”.

Thiago também conheceu outros ídolos do futebol brasileiro.

“Encontrei o Ronaldo Fenômeno na comemoração do título brasileiro do Flamengo em 2009. Uma vez, o Ronaldinho Gaúcho foi na casa do meu irmão, e os dois ficaram cantando pagode, conversando. Lembro que o Ronaldinho abraçou a minha mãe e chorou porque tinha saudades da mãe dele”.

play
1:13

Maracanã, a casa dos golaços de Adriano Imperador com a camisa do Flamengo

Adriano será o próximo homenageado na calçada da fama do Maracanã. O ex-jogador e ídolo do Flamengo recebeu a notícia na última segunda-feira (03) e compartilhou a emoção nas redes sociais.

Apesar de gostar muito de Ronaldinho Gaúcho, Thiago diz que seu único ídolo é Adriano.

“A história dele conquista qualquer pessoa. Aprendi muitas coisas com ele, mas a maior lição que recebi foi a de não mudar meu jeito. Por isso as pessoas têm um carinho diferente pelo Adriano. Ele é igual com o presidente ou com o faxineiro, não muda a postura”.