<
>

Brasileiro: Flamengo 'sofre' com gramado, é derrotado pelo Juventude na Serra Gaúcha após 15 anos e perde chance de voltar ao G-4

Neste domingo (27) o Juventude levou a melhor sobre o Flamengo, pela rodada 7 do Campeonato Brasileiro 2021. Jogando no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, os donos da casa venceram por 1 a 0 e venceram mais uma na competição.

O único gol do jogo foi marcado pelo atacante Matheus Peixoto, que aos 25 minutos do primeiro tempo aproveitou bobeada da defesa do clube carioca para marcar um golaço.

O Flamego voltou a ser derrotado após vencer o Fortaleza por 2 a 1, no Maracanã, na última rodada, e não venceu no seu primeiro jogo como visitante neste Brasileirão. Em casa, o Rubro-Negro tem três vitórias e uma única derrota.

Já o Juventude, chegou ao seu terceiro jogo consecutivo de invencibilidade na competição e somou a sua segunda vitória na disputa, e mais uma vez em casa.

Fora de Caxias do Sul, a equipe do técnico Marquinhos Santos ainda não venceu e soma três empates até o momento.

Além disso, o Juventude voltou a vencer os cariocas após longos 15 anos, e mais uma vez na Serra Gaúcha. Isso não acontecia desde 2006, com a equipe tendo perdido e empatado os últimos dois jogos contra o Flamengo, ambos em 2007.

O Rubro-Negro entrou em campo com o número das camisas estampados nas cores do arco-íris como forma de apoio à comunidade LGBTQIA+. Ao fim da partida, os uniformes serão leiloados pelo clube.

A escalação do técnico Rogério Ceni teve duas mudanças em relação ao jogo contra o Fortaleza: Gerson, que já se despediu oficialmente do clube para se juntar ao Olympique de Marselha, deu lugar a João Gomes, cria da base rubro-negra. Na defesa, com Rodrigo Caio poupado, quem ganhou a vaga foi Gustavo Henrique.

Michael também começou entre os titulares, mas foi sacado do time ainda aos 36 minutos do primeiro tempo, um pouco mais de 10 minutos após o Rubro-Negro sofrer o gol do Juventude. No seu lugar, entrou a joia Rodrigo Muniz.

Quem também voltou a campo após um longo período por conta de lesão, foi o volante Thiago Maia, que entrou no segundo tempo na vaga de Diego.

A chuva que caiu em Caxias do Sul neste último sábado (26) prejudicou as duas equipes, já que o gramado do Alfredo Jaconi foi prejudicado. Os donos da casa, porém, se adaptaram melhor às condições do que o Flamengo, que sofreu com o estado do campo, principalmente na primeira etapa.

Na volta do intervalo, o clube carioca pressionou mais e teve boas chances logo nos cinco primeiro minutos do segundo tempo. Pedro e Bruno Henrique ainda chegaram com perigo, mas pararam nas defesas do goleiro Marcelo Carné e, com isso, não conseguiram sequer empatar a partida.

Situação no campeonato

Com a derrota, o Flamengo, que ainda tem dois jogos a menos no campeonato, desperdiçou chance de voltar ao G-4 e segue oitavo na tabela com nove pontos somados. Os cariocas ainda podem perder posições dependendo dos demais resultados da rodada.

Já o Juventude, deixou o 14º lugar na tabela e subiu para 10º, com os mesmos nove pontos do Rubro-Negro, mas com uma vitória a menos.

O cara: Matheus Peixoto

O camisa 9 do Juventude se aproveitou de bobeada da defesa do Flamengo, ainda no primeiro tempo, e marcou um golaço após finalização de primeira de fora da área.

Matheus ainda foi a quatro gols e é um dos artilheiros do Brasileirão ao lado de Gilberto, do Bahia, e Ytalo, do Red Bull Bragantino.

Foi mal: Matheuzinho

"Traído" pelo gramado do Alfredo Jaconi, o lateral direito do Flamengo errou passe que terminou no gol dos donos da casa, que ficaram a vitória. Além de ter levado cartão amarelo, foi substituído na segunda etapa para a entrada de Rodinei.

Próximos jogos

O Flamengo volta a campo, mais uma vez pelo Brasileirão, na próxima quinta-feira (1), quando mais uma vez fora de casa encara o Cuiabá, pela rodada 8.

Já o Juventude, tem compromisso na quarta-feira (30), quando recebe o Grêmio, mais uma vez em Caxias do Sul, pela mesma rodada.

FICHA TÉCNICA

Juventude 1 x 0 Flamengo

GOLS: Juventude: Matheus Peixoto (25')

JUVENTUDE: Marcelo Carné; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Guilherme Castilho, Elton e Matheus Jesus; Wescley (Chico), Paulinho Bóia (Marcos Vinicios) e Matheus Peixoto. TÉCNICO: Marquinhos Santos.

FLAMENGO: Diego Alves; Matheuzinho (Rodinei), Willian Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); Vitinho, João Gomes (Hugo Moura), Diego (Thiago Maia) e Michael (Rodrigo Muniz); Bruno Henrique e Pedro. TÉCNICO: Rogério Ceni.