<
>

Guia da Copa América: o que você precisa saber sobre cada uma das 10 seleções e o torneio

play
Quem vence a Copa América? Comentaristas da ESPN dão seus palpites para o torneio (1:40)

Seleção brasileira faz sua estreia no próximo domingo (13), contra a Venezuela (1:40)

A Copa América de 2021 começa neste domingo já com muita história para contar. Adiamento, trocas de sedes, discussões nos bastidores e, enfim, será a hora de a bola rolar. Prepare-se para não perder nenhum detalhe na ESPN Brasil, FOX Sports e ESPN.com.br.

Novamente no Brasil, a competição tem uma mudança importante de regulamento em relação à disputa de 2019, vencida pela seleção de Tite: agora, serão apenas dois grupos, com cinco seleções, e somente uma equipe de cada chave será eliminada.

O Brasil, claro, é de novo favorito, ainda com o benefício de a maioria dos outros candidatos ao título estarem no grupo B, com a Argentina.

Essa primeira fase acontece entre os dias 13 e 28 de junho. A grande decisão acontecerá no Maracanã, no Rio de Janeiro, no dia 10 de julho.

* Conteúdo patrocinado por Betano.tv

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE AS SELEÇÕES:

GRUPO A

BRASIL

Status na Copa América: Favorito
Classificação nas eliminatórias: 1º lugar (6V)
Ranking Fifa: 3º lugar

Sob o comando de Tite, o Brasil tem dominado de maneira impressionante o futebol sul-americano. Nas eliminatórias, desde 2016, o aproveitamento é de 92%, sem qualquer derrota. Também invicta foi a campanha do título da Copa América de 2019, com apenas dois empates. Se houve dúvidas nos bastidores por tudo que envolveu o torneio - e o manifesto dos jogadores, contrários à disputa -, dentro de campo, o time mostrou ser capaz de deixar isso de lado, com duas vitórias - uma delas, fora de casa contra o Paraguai, encerrando um jejum de 35 anos.

O nome para ficar de olho: Neymar, como não poderia deixar de ser, é o grande astro da seleção e vai em busca de um título inédito em sua carreira, já que foi cortado, por lesão, em 2019

Time-base: Alisson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva, Alex Sandro, Casemiro, Fred, Neymar, Roberto Firmino, Richarlison e Gabriel Jesus
Técnico: Tite

play
1:50

Gabigol no lugar de Firmino? Mudança tática? Zupak projeta seleção brasileira para estreia na Copa América

No próximo domingo, equipe de Tite terá pela frente a Venezuela, na estreia da Copa América

COLÔMBIA

Status na Copa América: Candidata
Classificação nas eliminatórias: 5º lugar (2V, 2E e 2D)
Ranking Fifa: 15º lugar

Acostumada a incomodar no continente, a Colômbia assustou na largada das eliminatórias, sofrendo goleadas diante de Uruguai (3 a 0) e Equador (6 a 1). A troca de Carlos Queiroz por Reinaldo Rueda, ex-Flamengo, porém, parece ter feito bem à seleção, que reagiu com dois bons jogos, dominando o Peru em Lima (3 a 0) e mostrando coração para ir buscar um empate nos acréscimos com a Argentina (2 a 2) após sair perdendo por 2 a 0. A última impressão deixada antes da Copa América, ao menos, anima.

O nome para ficar de olho: Juan Cuadrado, que assumiu o protagonismo diante de ausências importantes como James Rodríguez (lesionado), Quintero (impedido de deixar a China pelos protocolos de COVID-19) e Falcao García (lesionado). Contra a Argentina, sozinho, foi responsável por cinco chances de gol e deu uma assistência.

Time-base: David Ospina, Medina, Yerry Mina, Davinson Sánchez, William Tesillo, Cuéllar, Luis Muriel, Matheus Uribe, Cuadrado, Luis Díaz e Duván Zapata
Técnico: Reinaldo Rueda

play
2:20

'Na Colômbia, o Borja funciona': Argentina leva empate no fim com gol do atacante do Palmeiras

O centroavante colombiano brilhou no 2 a 2 em Barranquilla

EQUADOR

Status na Copa América: Zebra
Classificação nas eliminatórias: 3º lugar (3V e 3D)
Ranking Fifa: 53 º lugar

Estar só atrás de Brasil e Argentina na disputa por uma vaga na Copa do Mundo de 2022 impressiona, mas há uma diferença entre o Equador que iniciou as eliminatórias com três vitórias e agora chega à Copa América com três derrotas consecutivas - uma delas, em casa, para o lanterna Peru. O técnico argentino Gustavo Alfaro está pressionado e tentará corrigir os problemas defensivos (com uma zaga que tem Robert Arboleda, do São Paulo) e de um time que pouco conseguiu criar nos últimos jogos no ataque.

O nome para ficar de olho: Enner Valencia, jogador com passagem pela Premier League e atualmente no Fenerbahce, é o maior artilheiro da história do Equador ao lado de Agustín Delgado, com 31 gols, e pode se isolar na condição marcando no Brasil

Time-base: Domínguez, Angelo Preciado, Robert Arboleda, Xavier Arreaga, Pervis Estupiñan, Christian Noboa, José Carabalí, Moisés Caicedo, Ángel Mena, Enner Valencia e Jordy Caicedo
Técnico: Gustavo Alfaro

PERU

Status na Copa América: Zebra
Classificação nas eliminatórias: 10º lugar (1V, 1E e 4D)
Ranking Fifa: 27 º lugar

Finalista da Copa América de 2019, o Peru volta ao Brasil agora como lanterna das eliminatórias sul-americanas, tendo conseguido apenas uma vitória em seis jogos. Por diferentes motivos, alguns dos principais nomes do time vice-campeão, como Paolo Guerrero, Luis Advíncula ou Raúl Ruidíaz sequer foram convocados. Ricardo Gareca tentará repetir a história de conto de fadas de dois anos atrás com novas caras, mas a missão não se desenha fácil.

O nome para ficar de olho: Gianluca Lapadula, o ítalo-peruano que já chegou a defender a seleção da Itália é a esperança de gols do Peru na ausência de Guerrero

Time-base: Pedro Gallese, Aldo Corzo, Christian Ramos, Luis Abram, Miguel Trauco, Yotún, Renato Tapia, Cueva, André Carrillo e Lapadula
Técnico: Ricardo Gareca

play
0:58

Na seleção peruana, Lapadula dá show incrível no piano, mas não contava com a astúcia de Cueva

Via Instagram @tufpfoficial | Ex-São Paulo arrancou risadas com sua 'performance' no instrumento

VENEZUELA

Status na Copa América: Zebra
Classificação nas eliminatórias: 9º lugar (1V, 1E e 4D)
Ranking Fifa: 30 º lugar

Com uma das melhores gerações de sua história, a Venezuela deixou para trás o rótulo de "saco de pancadas" do continente. Em quatro, das últimas cinco edições da Copa América, chegou, ao menos, até as quartas de final, indo até às semis em 2011. Para 2021, porém, tem problemas, o principal deles, talvez a ausência de sua maior referência, o atacante Salomon Rondón, lesionado.

O nome para ficar de olho: Yeferson Soteldo, conhecido no Brasil por sua passagem pelo Santos, mas que não chega 100% para o torneio, ainda se recuperando de lesão sofrida na Major League Soccer (MLS)

Time-base: Faríñez, González, Chancellor, Villanueva, Rosales, Luis Mago, Rincón, Herrera, Savarino, Otero, Soteldo e Josef Martínez
Técnico: José Peseiro


GRUPO B

ARGENTINA

Status na Copa América: Favorita
Classificação nas eliminatórias: 2º lugar (3V, 3E)
Ranking Fifa: 8 º lugar

Os 28 anos sem títulos de sua seleção principal, desde a Copa América de 1993, sempre colocam mais pressão sobre a Argentina. Soma-se a isso um Lionel Scaloni ainda buscando identidade para seu time. A última impressão nas eliminatórias, por exemplo, deixa isso claro: uma equipe que dominou e não deu chances a Colômbia, abrindo 2 a 0, mas depois se perdeu e permitiu o 2 a 2.

O nome para ficar de olho: Lionel Messi, como não poderia ser diferente, também em busca de acabar com seu jejum pessoal de títulos na seleção principal e ainda apagar a última imagem que deixou no Brasil, em 2019, quando acabou expulso na disputa do terceiro lugar contra o Chile

Time-base: Emiliano Martínez (Armani), Montiel, Otamendi, Cristian Romero, Tagliafico, De Paul , Paredes, Lo Celso, Di María, Lautaro e Messi
Técnico: Lionel Scaloni

play
0:26

Que dupla! A assistência monstruosa de Messi para Lautaro Martínez no treino da Argentina

Seleção Argentina enfrenta o Chile na próxima quinta-feira (3), pela 7ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo

BOLÍVIA

Status na Copa América: Zebra
Classificação nas eliminatórias: 8º lugar (1V, 2E, 3D)
Ranking Fifa: 81 º lugar

Em 2019, três jogos e nenhuma vitória na Copa América, com somente dois gols marcados e sete sofridos. Mas, acredite, a Bolívia chega em um bom momento para o torneio em 2021. Suficiente para sonhar em surpreender os favoritos do grupo B? Talvez nem tanto, mas são três jogos sem perder nas eliminatórias sul-americanas, com direito a empates contra Paraguai (adversário da estreia, em Goiânia) e Chile, que serão rivais na chave.

O nome para ficar de olho: Marcelo Moreno, jogador do Cruzeiro e velho conhecido do torcedor brasileiro, é o maior artilheiro da história de sua seleção, com 25 gols

Time-base: Carlos Lampe, Diego Bejarano, Luis Aquino, Jairo Quinteros, Enrique Flores, Juan Carlos Arce, Danny Bejarano, Leonel Justiniano, Roberto Fernández, Marcelo Moreno e Gilbert Álvarez
Técnico: César Farías

CHILE

Status na Copa América: Candidato
Classificação nas eliminatórias: 7º lugar (1V, 3E e 2D)
Ranking Fifa: 19 º lugar

O Chile desembarca no Brasil para o que pode ser a última Copa América de sua "geração de ouro", bicampeã do torneio em 2015 e 2016. O momento, porém, é bem diferente, além da idade dos jogadores. Martín Lasarte, substituto de Reinaldo Rueda, disputará apenas seu primeiro torneio a frente da seleção e ainda busca soluções - nas eliminatórias, o time é apenas sétimo colocado, com só uma vitória. A principal delas parece ser ofensiva, já que nenhum dos oito gols marcados na disputa por uma vaga na Copa do Mundo saiu de uma das opções para "camisa 9".

O nome para ficar de olho: Arturo Vidal, meio-campista que é um dos símbolos da geração e tem resolvido também na frente, como artilheiro do time nas eliminatórias, com quatro gols. Na Copa América, retorna após internação por COVID-19

Time-base: Claudio Bravo, Mauricio Isla, Gary Medel, Guillermo Maripán, Eugenio Mena, Erick Pulgar, Charles Aránguiz, Arturo Vidal, Eduardo Vargas e Alexis Sánchez
Técnico: Martín Lasarte

play
0:10

Inimigo do ritmo? Medel rouba a cena com dança maluca no treino do Chile e arranca risadas; VEJA

Via: @gary_medel17

PARAGUAI

Status na Copa América: Zebra
Classificação nas eliminatórias: 6º lugar (1V, 4E e 1D)
Ranking Fifa: 35 º lugar

Eduardo Berizzo estreou no comando do Paraguai na Copa América de 2019 causando boa impressão, levando a Albirroja às quartas e perdendo apenas nos pênaltis para o Brasil, futuro campeão. Dois anos depois, o técnico argentino começa outra edição do torneio pressionado pela campanha nas eliminatórias e cobrado pelas recentes atuações da seleção. Apesar de ter recebido apoio da federação local (APF), uma fraca exibição na Copa América pode custar até mesmo a saída de Berizzo.

O nome para ficar de olho: Gustavo Gómez vive o melhor momento de sua carreira pelas atuações no Palmeiras, é o capitão do Paraguai e lidera a sempre elogiada defesa guaraní

Time-base: Anthony Silva, Robert Rojas, Gustavo Gómez, Júnior Alonso, Alderete, Richard Sánchez, Lucena, Villasanti, Giménez, Almirón e Ángel Romero
Técnico: Eduardo Berizzo

URUGUAI

Status na Copa América: Candidato
Classificação nas eliminatórias: 4º lugar (2V, 2E e 2D)
Ranking Fifa: 9º lugar

Difícil dizer que uma seleção com tantos nomes de talento não chegue a Copa América para brigar pelo título. No Brasil, porém, o Uruguai terá a missão de apagar uma péssima imagem deixada em seus últimos compromissos nas eliminatórias, nos quais somou a incrível marca de 287 minutos sem um golzinho sequer. Fora isso, em 2019, a equipe foi surpreendida pelo Peru nas quartas de final. Um grupo difícil e a estreia logo contra a Argentina serão bons testes para medir a força celeste. Qualidade, o elenco tem, e de sobra...

O nome para ficar de olho: Luis Suárez, o líder de sua geração, que chega à seleção motivado depois de levar o Atlético de Madrid ao título de LaLiga após a saída conturbada do Barcelona

Time-base: Fernando Muslera, Martín Cáceres, José María Giménez, Diego Godín, Matías Viña, Lucas Torreira, Federico Valverde, Matías Vecino, Nicolás De la Cruz, Edinson Cavani e Luis Suárez
Técnico: Óscar Tabárez

play
1:33

Tabárez comenta mudança de estilo de jogo da seleção uruguaia e destaca futuro do país com o 'baby fútbol'

Técnico da seleção uruguaia foi o convidado do Bola da Vez desta semana, com André Plihal e companhia


PALPITE


PROGRAME-SE

Os jogos da primeira rodada da Copa América:

Grupo A

Brasil x Venezuela - Domingo, 13, 18h - ESPN Brasil e ESPN App
Colômbia x Equador - Domingo, 13, 21h - FOX Sports

Grupo B

Argentina x Chile - Segunda-feira, 14, 18h - ESPN Brasil e ESPN App
Paraguai x Bolívia - Segunda, 14, 21h - FOX Sports