<
>

BAP evita falar de multa a Gabigol e abre o jogo sobre o que incomoda Flamengo com a CBF

play
Vice do Flamengo defende volta do público nos estádios e cita bares e shoppings: 'Hipocrisia' (2:27)

Luiz Eduardo Baptista, vice-presidente de relações internas do Flamengo, conversou com o jornalista Venê Casagrande (2:27)

A relação entre CBF e Flamengo, que não é das melhores, parece ter ficado ainda pior nesta quinta-feira. O clube carioca aguardava uma reapresentação do atacante Gabriel Barbosa em Curitiba para a partida desta quinta-feira, diante do Coritiba, pela ida da Copa do Brasil.

Em entrevista ao jornalista Venê Casagrande, Luiz Eduardo Baptista, vice-presidente de relações internas do Flamengo, explicou a nota oficial rubro-negra cobrando a apresentação do camisa 9.

Segundo ele, o atacante deveria estar presente, já que o médico do clube, Márcio Tannure, não teve acesso a todos os exames realizados pelo atacante com a seleção. Além disso, BAP, abriu o jogo sobre a atitude da CBF que incomoda o Flamengo.

"Exatamente do caso do Gabriel, não sei de detalhes que não sejam a nota que o Flamengo divulgou, de que aguardava o atleta em Curitiba. O que ouvi, de ontem para hoje, é de que o Tannuere não teria acesso a esses exames que teriam sido feitos na seleção a tempo de corroborar o laudo. Quando se fala de visões diferentes, não sei se é correto afirmar isso".

play
1:01

'Gabriel Barbosa descumpriu a determinação de se apresentar na última quarta-feira'; veja a nota do Flamengo

O Flamengo não gostou da ausência de Gabigol em Curitiba e nem da explicação dada pelo estafe do atacante, nesta quinta-feira (10).

"O que incomoda o Flamengo, de fato, é que nós temos uma sensação de que a CBF não nos informa as coisas exatamente como elas são. Existe um histórico dos atletas, preocupação do clube, quando atletas são convocados. Com Rodrigo Caio, entendíamos que ele estava voltando de um processo de recuperação, tínhamos um planejamento. Existe sim um desconforto. Mas, no meu caso, não tenho conhecimento no detalhe (do caso de Gabigol)", disse o dirigente.

BAP disse que haverá uma averiguação antes de aplicar ou não uma multa a Gabriel por conta da não apresentação e quer que o médico do Flamengo tenha acesso aos exames antes de tomar uma decisão final.

"Tannure, em grupo interno, nos disse que, ao contrário do que foi dito pelo agente do Gabigol, ele não foi informado. Com todo respeito, agente não é médico. Mas eu, como membro do Conselho de Futebol, não discutimos coisas do dia a dia, como é essa claramente. Quem pode esclarecer isso de maneira adequada são os membros do departamento de futebol e médico".

play
1:49

Flamengo x CBF no episódio Gabigol e os milhões que pênaltis tiraram do Palmeiras: o Giro ESPN

Assista ao Giro ESPN desta quinta-feira com Matheus Cobucci

"É preliminar falar em multa, uma vez que não sabemos quais são os fatos. Vamos precisar dos outros relatórios, exame que deveria ser feito, para entender se houve infração disciplinar", finalizou.

Entenda o caso:

Gabigol disputou as eliminatórias com o Brasil e deveria se apresentar ao time carioca em Curitiba para a partida desta quinta-feira contra o Coritiba. No entanto, ele reclamou de dores na coxa direita e foi avaliado pela comissão técnica da seleção. O exame descartou lesão, indicando apenas um edema.

O Flamengo rebateu a CBF e afirmou que o exame era inconclusivo. Com isso, relacionou Gabigol e o aguardava na última quarta-feira. Só que apenas Everton Ribeiro se apresentou, com o camisa 9 ficando em São Paulo e confiando no diagnóstico da CBF. Ao site GE, o estafe do atleta emitiu o seguinte comunicado.

“Os departamentos médico do Flamengo e CBF compartilharam os exames e diagnósticos em relação à lesão do Gabi, que apontou um edema muscular. Com isso, o departamento médico do Flamengo vetou o Gabriel para a partida contra o Coritiba, decisão tomada no fim do dia de ontem (09)”.

“O atacante se prontificou a realizar exames em São Paulo, evitando uma viagem para Curitiba, uma vez que chegou de madrugada do Paraguai após jogo pelas Eliminatórias. Com a decisão, ele segue em tratamento e se apresentará amanhã à Seleção Brasileira, data marcada a todos os convocados para a Copa América”.

Flamengo e CBF não falam a mesma língua há algum tempo, principalmente quando o assunto é questão médica.

Clube e entidade já bateram boca publicamente por conta de uma lesão de Pedro, cortado de um jogo das eliminatórias, e de Rodrigo Caio, que retornou da seleção machucado.