<
>

Oblak quer atuar na Premier League e já tem até clube preferido se deixar o Atlético de Madrid

O goleiro Jan Oblak parece estar ansioso para deixar a Espanha e ir à Premier League. De acordo com apuração da ESPN, o esloveno é alvo do chamado 'Big Six' da Inglaterra e poderia deixar o Atlético de Madrid ao final da atual temporada.

O jogador de 28 anos, que ainda tem dois anos de contrato, tem uma cláusula de rescisão de 120 milhões de euros, quase R$ 760 milhões, embora o Atlético de Madrid tenha sido inflexível de que deseja o valor total, pressões financeiras podem forçar o clube a considerar qualquer proposta oficial.

O Atlético teve uma perda estreita de R$ 9 milhões na última temporada, mas viu sua receita esperada ser atingida em cerca de R$ 630 milhões, com uma queda muito maior prevista para 2020/21.

O Manchester United está entre os clubes que foram informados de que o Oblak gostaria de receber aproximações da Inglaterra no final da temporada. Se Oblak sair, levanta a possibilidade de David de Gea retornar ao antigo clube Atleti como seu substituto.

De Gea chegou a perder posição em determinado momento para Dean Henderson e, segundo apuração da ESPN, o espanhol buscará negociações com Ole Gunnar Solskjaer e o diretor de futebol John Murtough no final da temporada, antes de decidir sobre seu futuro.

De Gea tem dois anos restantes em seu contrato R$ 2,3 milhões por semana no United e embora seja improvável que ele aceite ser reserva de Henderson durante o auge de sua carreira, ele achará difícil garantir os mesmos salários em outro lugar enquanto o futebol luta com o golpe financeiro causado pela pandemia do coronavírus.

Embora o United já tenha estado ligado ao Oblak no passado, não está claro onde ele se encaixaria nos outros grandes clubes da Premier League. Os brasileiros Ederson e Alisson continuam indiscutivelmente no. 1 no Manchester City e no Liverpool, respectivamente.

Além disso, Edouard Mendy impressionou no Chelsea nesta temporada, e tanto o Arsenal quanto o Tottenham teriam dificuldade em aprovar movimentos de grande dinheiro para reforços na posição de goleiro.