<
>

Grêmio: Renato não é mais técnico do clube após eliminação na Libertadores

play
Tiago Nunes é 'Plano B' do Grêmio? Gustavo Berton explica (1:18)

'Foi um nome que não agradou muito internamente', disse o repórter durante o BB Debate (1:18)

Fim da linha para Renato Portaluppi no Grêmio. Nesta quinta-feira, o clube decidiu pela saída do técnico e ídolo do Imortal, um dia após a eliminação para o Independiente Del Valle, na última quarta-feira, na Conmebol Libertadores 2021.

Após a derrota em casa, Claudio Oderich, vice-presidente do Grêmio, havia dito que o clube não descartava uma demissão de Renato após a queda, apesar da renovação de contrato anunciada há pouco mais de um mês.

A demissão foi confirmada em pronunciamento de Romildo Bolzan Jr. Tiago Gomes, técnico da equipe de transição tricolor, assumirá o time principal provisoriamente.

Renato havia renovado seu contrato por mais uma temporada em março, mas nova reunião da cúpula tricolor decidiu pela saída nesta quinta.

play
1:18

Tiago Nunes é 'Plano B' do Grêmio? Gustavo Berton explica

'Foi um nome que não agradou muito internamente', disse o repórter durante o BB Debate

Contratado em setembro de 2016, Renato era o técnico mais longevo do futebol brasileiro. À frente do Grêmio, o treinador conquistou a Copa do Brasil de 2016, a Conmebol Libertadores de 2017, a Recopa Sul-Americana em 2018, Recopa Gaúcha em 2019, além das últimas três edições do Campeonato Gaúcho.

Em 2019, o Grêmio inaugurou a estátua de Renato Gaúcho na esplanada de sua arena, levando o treinador às lágrimas. A obra retrata a comemoração do segundo gol do então atacante na vitória sobre o Hamburgo, em 1983, na conquista do título mundial.

Foi a terceira passagem do treinador pelo clube, que, eliminado da Conmebol Libertadores, disputará agora a Copa Sul-Americana. O time caiu no Grupo H, ao lado de de Lanús-ARG, La Equidad-COL e Aragua-VEN - apenas o primeiro do grupo se classifica para a fase eliminatória.

Veja abaixo o comunicado oficial do Grêmio:

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense comunica o desligamento de Renato Portaluppi, em comum acordo com a direção, do comando técnico do Clube. O Grêmio agradece o profissional pela sua dedicação, sua passagem vitoriosa com conquistas importantes, lealdade à instituição e por ter sido o técnico mais longevo no comando da casamata gremista. Ao lado do Grêmio, o ídolo Renato Portaluppi alcançou um patamar raro entre técnicos brasileiros. O herói do Mundial de 1983 tornou-se o primeiro brasileiro a ser campeão da Libertadores como jogador e treinador, devolveu o Clube ao caminho das glórias e reconquistou a hegemonia estadual. Também deixam a Comissão Técnica, os auxiliares Alexandre Mendes e Victor Hugo Signorelli.

Depois de quatro anos e sete meses, Renato deixa o Grêmio com os títulos da Copa do Brasil em 2016, Libertadores da América em 2017, Recopa Sul-Americana em 2018 e os títulos do Campeonato Gaúcho em 2018, 19 e 20 e da Recopa Gaúcha em 2019.

O Grêmio deseja êxito na continuidade da carreira de Renato Portaluppi e mantém suas portas sempre abertas ao profissional.

O treinador da transição, Tiago Gomes, assume provisoriamente o comando da equipe.