<
>

Neymar explica comemoração em frente a Kimmich e nega provocação: 'Destino'

Neymar foi a grande estrela do Paris Saint-Germain na partida contra o Bayern de Munique, nesta terça-feira (13). Mesmo derrotado por 1 a 0, o time parisiense se garantiu nas semifinais da Uefa Champions League, com o craque brasileiro chamando atenção durante e após o duelo.

Depois de Kimmich ter ‘garantido’ que o time alemão se classificaria, o brasileiro celebrou a classificação bem em frente ao rival. O camisa 10, porém, negou que o ato tenha sido uma resposta e disse que apenas quis festejar com o companheiro de clube Leandro Paredes.

Na sequência, porém, Neymar usou uma frase machista para falar do suposto favoritismo do Bayern no confronto com o PSG.

“Pior que não foi nem comemorar de provocação a ele, foi mais com o Leo [Paredes] e acabei comemorando com ele. Pelo destino foi na frente. Falou que time deles era melhor, ia passar. Estava como garantido na semifinal. Mas é o que dizem: pode ter a posse de bola que for ou cantar a mulher a noite inteira. Se falou cinco minutos e leva, já era”, disse o camisa 10 em entrevista à TNT Sports.

A comparação feita por Neymar foi usada recentemente por Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, que usou o argumento após o seu time eliminar o São Paulo, mesmo com número inferior de posse de bola, na semifinal da Copa do Brasil.

O time de Neymar e cia, por sua vez, espera o vencedor do duelo entre Manchester City e Borussia Dortmund nesta quarta-feira (14) para conhecer seu adversário. Na Inglaterra, os citizens venceram por 2 a 1.