<
>

Hulk decepciona em 1º clássico Atlético-MG x Cruzeiro, erra tudo em 35 minutos e é expulso após briga

Em seu 1º clássico contra o Cruzeiro pelo Atlético-MG, o atacante Hulk foi uma enorme decepção na derrota por 1 a 0 do Galo, neste domingo, pelo Campeonato Mineiro.

Dono de um dos maiores salários do Galo (e do futebol brasileiro), o ex-atleta da seleção começou a partida no banco, mas foi colocado por Cuca no 2º tempo.

Ele entrou aos 10 minutos da etapa complementar, no lugar de Savarino, mas parecia em outra rotação.

Errando muitos passes e mostrando dificuldades em dar sequência às jogadas, Hulk mais atrapalhou que ajudou e mostrou que ainda está bem fora de ritmo após passagem pela China.

O veterano só foi de fato chamar a atenção aos 34 minutos, quando "esmagou" dois rivais cruzeirenses com empurrões no meio-campo.

O árbitro, porém, viu ação faltosa do ex-Porto e Zenit, aplicando cartão amarelo pelo fato de Hulk te acertado o rosto de Matheus Neris com o braço.

Para piorar a jornada infeliz do atacante, ele ainda foi expulso aos 45 minutos do 2º tempo.

Após forte discussão com William Pottker, da Raposa, Hulk levou o cartão vermelho direto, indo mais cedo para o vestiário - o cruzeirense também foi expulso.

A discussão, todavia, não parou por aí, e eles seguiram brigando na entrada do túnel do Mineirão até serem apartados de vez.

Hulk, portnato, jogou cerca de 35 minutos e, durante sua participação, pouco fez para ajudar o Galo, além de levar um amarelo e um vermelho.

Até o momento, o baiano só fez um gol em sete jogos pelo Atlético-MG: contra o Coimbra, cobrando pênalti.