<
>

Tchê Tchê surpreende ao recusar número no Atlético-MG: 'Minha característica é outra'

play
Atlético-MG ofereceu camisa 5 a Tchê Tchê, mas reforço recusou; entenda o porquê (0:42)

Meio-campista foi apresentado nesta sexta-feira no clube mineiro (0:42)

Nesta sexta-feira (9) o Atlético-MG apresentou o seu quarto reforço para a atual temporada. No radar do clube desde que o técnico Jorge Sampaoli, hoje no Olympique de Marseille, comandava a equipe, o volante Tchê Tchê falou pela primeira vez como jogador do Galo e um fato em especial chamou atenção: a recusa pela camisa de número 5.

Durante a entrevista coletiva da sua apresentação, o jogador emprestado pelo São Paulo abriu o jogo e revelou o motivo que o fez escolher a camisa 37 ao invés da 5, que segue vaga no plantel do clube mineiro.

"Até foi me sugerido pegar a camisa 5 na minha chegada, eu, com minha família, preferi não. É um numero ligado a jogadores de marcação, como o Pierre que jogou aqui. Acho que é bom sair um pouco disso, porque minhas características são outras. Vou ajudar na marcação, mas minhas principais características são outras", começou dizendo.

Apesar de não ser primeiro volante, o jogador de 28 anos também se destaca em outras posições, como a lateral-esquerda, meia e ponta. E segundo Tchê Tchê, ele brigará por uma vaga no meio-campo e ao mesmo tempo também buscará anotar gols.

play
0:45

Dividida com Hulk? Tchê Tchê dá risada em apresentação no Atlético-MG: 'Melhor evitar esse contato aí'

Meio-campista foi apresentado nesta sexta-feira pelo clube mineiro

"Claro que já ajudei em outras posições. Mas sempre deixo claro, minha posição de origem é meio campista, um cara que pode ajudar na marcação e chegada ao ataque. Atlético está bem servido em todas as outras posições, venho para brigar pelo meu espaço e também para ajudar no meio de campo mesmo", prosseguiu, elogiando também o novo clube e o técnico Cuca, que foi fundamental para a concretização da sua contratação.

"Sempre que vinha aqui fazer sessões de treinamento com outros clubes, me via com essa camisa. Pessoas mais próximas sabem de quão grande era o desejo de vestir a camisa do Atlético. Vou me dedicar muito, felicidade imensa e trabalhar tudo que eu sei", disse.

"Treinador que dispensa comentários. Trabalhei com ele em outros clubes. Agora mais uma vez. Ele foi importante para a minha vinda. Mas é importante escutar do Rodrigo que o o interesse veio do clube, de saber que eles me veem com as características de jogar aqui, de entrega, dar ao máximo. Estou feliz pelo projeto e de fazer parte do Atlético", finalizou.

Para o meio-campo, o Galo atualmente dispõe de muitos nomes: Allan, Jair, Nathan, Hyoran, Nacho, Zaracho, Alan Franco, Dylan, que se destacam por características diferentes.

O Atlético volta a campo no próximo domingo (11), pelo Campeonato Mineiro, quando fará clássico contra o Cruzeiro no Mineirão. O Galo é o líder isolado do estadual com 21 pontos somados, cinco à frente do vice-líder América-MG e sete da Raposa, que ocupa a terceira colocação. Ainda não se sabe, porém, se Tchê Thcê já fará a sua estreia.