<
>

Corinthians avalia três pilares para renovar (ou não) com Cazares, Jemerson e Otero; veja caso a caso

play
Sormani diz que Gil e Jemerson formam 'dupla muito fraca' na defesa do Corinthians (2:12)

O comentarista do #BBDebate falou que Gil começa a sentir o peso da idade e que Jemerson 'é um jogador muito pequeno' (2:12)

O Corinthians está avaliando internamente como avançar nas negociações para as renovações de contratos de Jemerson, Cazares e Otero. O trio tem vínculos apenas até junho de 2021 e já poderia fechar um pré-acerto com outros clubes.

Segundo apurou a ESPN Brasil, com três fontes de diferentes setores nos bastidores do clube alvinegro, três fatores têm influenciado diretamente nas avaliações: dinheiro, comportamento e desempenho. Ainda assim, todos os casos seguem em aberto, e as negociações, em andamento.

Com Jemerson, a principal questão é financeira. O zagueiro é o titular de Vagner Mancini ao lado de Gil e tem correspondido, contudo, o Corinthians busca soluções para conseguir arcar com os vencimentos do jogador. Para contratá-lo, junto ao Monaco, o clube pagou mais de R$ 4 milhões pela rescisão, mas o contrato foi curto.

Até o momento, Jemerson fez apenas 14 jogos com a camisa alvinegra, entre 2020 e 2021, e o clube não quer desperdiçar o investimento já feito. Para isso, contudo, precisa encontrar soluções para acomodar o zagueiro em sua atual folha salarial.

Já com Cazares e Otero, a situação é um pouco diferente. O primeiro até fez bons jogos na última temporada, enquanto o segundo ainda alterna altos e baixos. Mas ambos preocupam, no momento, pela forma como tem se portado no dia a dia.

O entendimento, segundo as pessoas ouvidas pela reportagem, é que a dupla ex-Atlético-MG não tem se comprometido como o restante do elenco, apresentando certa “displicência” em algumas questões. A situação pesa contra as renovações.

Recentemente, em entrevista à “Rádio Bandeirantes”, Mancini cobrou Cazares publicamente, afirmando que o meia está “um pouquinho acima do peso”. A ESPN apurou que o técnico teve respaldo dentro do elenco para a cobrança.

Otero também se envolveu em uma polêmica recente fora de campo, aparecendo, ao lado do atacante Jô, em um resort, em momento que o clube sofria com um surto de COVID-19.

Inicialmente, o planejamento do Corinthians era de renovar os três contratos, com mais três anos de vínculo para Cazares, dois ou três para Jemerson e mais um ou dois para Otero.