<
>

Klopp crava Lewandowski como melhor jogador que treinou: 'Não seria justo dizer isso sobre qualquer outro'

Agora vivendo caminho diferentes, Jürgen Klopp e Robert Lewandowski viveram dias intensos quando trabalharam juntos no Borussia Dortmund, e levaram o clube à final da Uefa Champions League na temporada 2012/2013, quando acabaram superados por 2 a 1 para o rival Bayern de Munique.

A frustração pela derrota em Wembley já foi superada por ambos, que conquistaram a 'orelhuda' em outras oportunidades. A lembrança da convivência, no entanto, está viva.

Questionado em entrevista ao jornal Bild sobre o melhor jogador com quem trabalhou na carreira, o atual comandante do Liverpool não hesitou.

“Robert Lewandowski. Não seria justo dizer isso sobre qualquer outro jogador. O que ele tirou do seu potencial, como se esforçou para se tornar o jogador que é hoje, é extraordinário”, disse o treinador, destacando a evolução do polonês na carreira.

“Se cada jogador tivesse um desenvolvimento semelhante a Lewandowski, desde que o vi pela primeira vez no Lech Poznan, todos ganhariam as divididas, os laterais completariam os seus cruzamentos, os meias seriam fortes no um contra um, os pontas desarmariam e lançariam bolas longas”.

Um dos responsáveis pela contratação do atacante pelo Borussia Dortmund, Klopp comandou Lewandowski entre 2010 e 2014 no clube alemão. A evolução do polonês desde então, se consolidando como um dos principais goleadores do futebol mundial nas últimas temporadas, chegando ao ponto de ser eleito melhor jogador do mundo pela Fifa em 2020.

“Lewandowski deu todos os passos que precisava para ser essa máquina de gols. Cada um. Ele mergulhou no jogo, sabe em cada situação o que tem que fazer, onde tem que ir. É absolutamente uma máquina”, disse Klopp sobre o atacante, que desde 2015/2016 anota pelo menos 40 gols por temporada.