<
>

Flamengo 2019/20 consegue marca que nem time da era Zico atingiu nos anos 80

play
Rogerio Ceni diz que título foi 'mais especial' por ser no Morumbi (1:06)

Técnico do Flamengo falou após a conquista do Brasileirão (1:06)

O Flamengo manteve o posto de campeão e conquistou o bi consecutivo do Brasileirão, nesta quinta-feira, contra o São Paulo, no Morumbi. E a diretoria conseguiu com o plantel atual algo acima do que o time comandado por Zico bicampeão em 1982 e 83: manter boa parte do time-base.

No segundo título do bi consecutivo, o Flamengo conseguiu manter oito jogadores em relação ao ano anterior, isso contando com Andrade.

O ídolo do clube perdeu boa parte da competição por conta de uma lesão. Dos considerados titulares, Raul, Leandro, Marinho, Figueiredo, Junior, Adílio e Zico ganharam em 82 e 83.

Já na atual temporada, o Flamengo sofreu poucas baixas em relação ao time titular que encantou com Jorge Jesus. A direção não conseguiu manter o lateral-direito Rafinha e o zagueiro Pablo Marí.

Destaque em 2019 emprestado pela Inter de Milão, Gabigol foi comprado em definitivo no início da temporada. Com isso, nove atletas permaneceram: Diego Alves, Rodrigo Caio, Filipe Luís, Arão, Gerson, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

play
0:58

Rogério Ceni diz que elenco do Flamengo chegou 'no limite' fisicamente

Rogério Ceni diz que elenco do Flamengo chegou 'no limite' fisicamente

Vale lembrar que Diego, titular na reta final da conquista do Brasileirão, passou boa parte de 2019 no banco, já que conviveu uma grave lesão na perna.

Na temporada 2020, ganhou a titularidade após a chegada de Rogério Ceni atuando como volante ao lado de Gerson. Com isso, Arão foi recuado para a defesa pelo atual treinador.

play
1:01

Ceni fala em 'colocar foto na parede' e vê elenco atual sendo lembrado como Zico e companhia

Técnico elogiou bastante o elenco campeão brasileiro