<
>

Impedido? VAR fica descalibrado e não avalia gol polêmico do Inter contra o Vasco

play
Abel Braga permanece no Internacional após o Brasileirão? Gian Oddi analisa méritos e opina (3:29)

Clube gaúcho tem um confronto decisivo contra o Vasco neste domingo (14); técnico ainda tem o futuro indefinido (3:29)

O primeiro gol do Internacional contra o Vasco, neste domingo (14), em São Januário, pela 36ª rodada do Campeonato Paulista, não teve a tradicional checagem eletrônica, que acontece com todos os lances cruciais da competição.

Por conta de um problema com o equipamento do VAR, não foi possível traçar as linhas de impedimento no gol de Rodrigo Dourado. Dessa forma, prevaleceu a decisão de campo, que validou o lance polêmico.

Autor do gol, Dourado confirmou, em entrevista no intervalo da partida ao canal Premiere, que o árbitro explicou a situação a ele.

“O juiz falou que eles não estavam conseguindo fazer a linha no VAR. Por isso demorou um pouco. Mas eu estava em condição legal e o gol foi bonito”, disse o jogador colorado.

Ao saberem da situação, já no intervalo, dirigentes, jogadores e comissão técnica do Vasco ficaram revoltados e foram pressionar a arbitragem antes do começo do segundo tempo. A decisão, porém, foi mantida.

Comentarista de arbitragem dos canais Disney, Renata Ruel explicou a situação e disse que não é algo incomum com o equipamento.

"Antes dos jogos todas as câmeras são calibradas para terem as imagens corretas. Durante o jogo pode ter algum problema que eles não consigam ter a imagem que gostariam", explicou a comentarista.

"Em muitos jogos têm problemas com o VAR, mas o público não fica sabendo porque não teve um lance polêmico que precisasse checar. A câmera pode estar calibrada, mas com a mudança de posição do sol, eles não conseguirem traçar a linha de impedimento", completou.

O lance pode ser decisivo na definição do título brasileiro, já que Inter e Flamengo estão separados por apenas um ponto na tabela e se enfrentam na próxima rodada, em Porto Alegre. Restam dois jogos para cada um na competição.