<
>

Barcelona desperdiça dois pênaltis, mas, sem Messi, vence o Cornellà na prorrogação e evita vexame na Copa do Rei

Um dia depois do Real Madrid passar um dos maiores vexames de sua história na Copa do Rei, ao ser eliminado para o Alcoyano, da 3ª divisão, foi a vez do Barcelona entrar em campo. Diferentemente do rival, os catalães venceram o Cornellà, que também disputam a terceirona, por 2 a 0, e avançaram no torneio nacional.

Com um time reserva e sem Messi, suspenso, no entanto, o Barcelona não criou muito no primeiro tempo. E chegou a desperdiçar um pênalti com Pjanic.

A primeira grande chance da partida veio somente aos 32 minutos da primeira etapa. A zaga do Cornellà afastou para a entrada da área, a bola sobrou para Trincão, que finalizou e obrigou o goleiro Ramón Juan a fazer boa defesa..

Aos 37, pênalti para os comandados por Ronald Koeman. Araújo foi derrubado por Estellés e a arbitragem sinalizou a falta. Na cobrança da penalidade, o goleiro Ramón Juan voou no canto direito para fazer a defesa.

Segundo tempo

Logo com um minuto da etapa final, o Barcelona já tinha dado seu primeiro chute. Firpo cruzou da esquerda, Griezmann não alcançou e a bola sobrou para Braithwaite, que finalizou em cima do goleiro Ramón Juan.

Aos 12, Griezmann perdeu chance incrível. Em cobrança de falta ensaiada, Pjanic acha o francês, que se precipita, bate de direita e joga a chance de abrir o placar por cima do gol.

A resposta do Cornellà foi rápida. Um minuto depois, Neto fez boa defesa em chute de Melina. Na sobra, Gila bateu e a bola passou à direita do gol.

O Cornellà cresceu na partida. Aos 26 minutos, Medina fez boa jogada e finalizou. Neto caiu e fez a defesa.

Aos 33 minutos, novo pênalti para o Barcelona. Lenglet sofreu falta de Pol Moreno dentro da área. Na cobrança, Dembébé bateu no meio do gol e Ramón Juan, que já havia defendido o de Pjanic, voltou a salvar o Cornellà.

O Barcelona seguia na pressão. Após a zaga afastar, Pjanic arriscou de fora da área e Ramón Juan, o nome da partida, voou no ângulo e fez a defesa.

Prorrogação

Antes mesmo do relógio marcar um minuto, Ramón Juan já havia feito grande defesa em chute de Dembélé. No entanto, no lance seguinte, o francês recebeu na entrada da área, bateu, o goleiro do Cornellà chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol.

Revelação do Barcelona, de la Fuente entrou na prorrogação e, no primeiro lance, obrigou Ramón Juan a salvar o Cornellà de levar o segundo.

Aos 12 minutos da segunda etapa da prorrogação, Estellés recebeu o segundo amarelo por falta dura em Araújo e foi expulso.

O segundo gol saiu no fim e sacramentou a classificação do Barça. Pedri tabelou com Dembélé e entrou livre na área. O meia-atacante serviu o dinamarquês, que limpou o zagueiro e empurrou para as redes.


Ficha técnica

Cornellà 0 x 2 Barcelona

GOLS: Dembélé e Braithwaite (Barcelona)

CORNELLÀ: Ramón Juan; Guzmán, Estellés, Moreno e Martín; Gila (Pla), Presa (Sanmartí), Dorca e Marcet (Chiki); Medina e Ontiveros (Carmona). Técnico: Guillermo Romo

BARCELONA: Neto; Mingueza, Araújo, Leglet e Firpo; Ilaix Kourouma (Busquets), Pjanic e Puig (Dembélé); Trincão (Pedri), Griezmann (de la Fuente) e Bratihwaite. Técnico: Ronald Koeman


Próximos jogos

Agora, as duas equipes voltarão a campo por competições diferentes

  • Domingo, 24/01, 15h*, Cornellà x AE Prat (3ª divisão espanhola)

  • Sábado, 24/01, 12h15*, Elche x Barcelona (LaLiga)

*horário de Brasília