<
>

Ozil abre o jogo sobre o futuro fora do Arsenal e revela dois países onde quer jogar

Com o futuro em aberto e sem ter entrado em campo nenhuma vez na atual edição da Premier League, Mesut Ozil acabou revelando dois países onde gostaria de jogar ao responder aos seguidores dos seus perfis nas redes sociais.

"Com certeza vou continuar jogando, há dois países onde gostaria de fazer isso: Turquia e Estados Unidos. Se eu jogasse na Turquia, só faria no Fenerbahce", disse Ozil.

"O Fenerbahce foi o time turco que apoiei quando criança na Alemanha. Todo turco-alemão tem um time mesmo quando cresce na Alemanha. É o meu time, é como o Real Madrid na Turquia”.

O meio-campista está sem espaço no Arsenal e não faz parte dos planos do técnico Mikel Arteta.

Das negociações que apareceram, o Fenerbahce é o clube que parece estar mais próximo de fechar a contratação. A expectativa é um acerto neste mês ou, no pior cenário, em junho próximo.

Ozil está a seis meses de encerrar o contrato com o Arsenal, em uma relação que se tornou bastante desgastante para os dois lados, e assinaria sem custo de transferência com o time turco, caso a negociação não ocorra agora.

Aos 32 anos, Ozil não pensa em aposentadoria. Depois que deixou o Real Madrid, onde viveu o melhor momento, o campeão da Copa do Mundo de 2014 esperava decolar no Arsenal. Mas nos Gunners foram oito temporadas, das quais quatro muito boas, e outras cinco em momento técnico discutível, com 254 jogos e 44 gols. Mesmo sem jogar, ele vem treinando numa academia.

E, mesmo com poucas perspectivas, não perdeu a chance de provocar o rival Totenham nesta terça (clique e veja).