<
>

Fluminense: Yago Felipe revela conversa com Odair após Fla-Flu e conselho de Ailton que mudou jogo

play
Fluminense: Yago Felipe revela conversas com Odair após sua saída e 'mensagem especial' após Fla-Flu (1:33)

Volante foi o grande herói do clássico com gol da virada marcado nos acréscimos (1:33)

Yago Felipe teve uma noite dos sonhos na quarta-feira passada (6), ao marcar o gol da vitória do Fluminense sobre o maior rival, o Flamengo, aos 48 minutos do segundo tempo. Foi o fim de uma série de três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro.

No lance, Filipe Luís, lateral rubro-negro, atrasou errado para Willian Arão e o volante tricolor se aproveitou para chegar antes na bola e tocar na saída de Hugo, marcando o gol da virada.

“Foi um lance muito rápido. Quando o Filipe Luís dominou a bola, já cortou para dentro, como faz a maioria das vezes, quando ele foi tocar no Arão, não sei o que aconteceu, só sei que foi um pouco mais para frente. Eu já estava correndo para pressionar o Arão, como eu já estava no embalo, consegui chegar na frente e pude fazer o gol”, disse, em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br.

Apesar da vitória, o primeiro tempo foi difícil para o Tricolor, que conseguiu se recuperar e criar mais chances na metade final da partida. Yago contou que, no intervalo, o auxiliar Ailton Ferraz aproveitou para motivar a equipe e citar o ponto que faltava para o time melhorar.

“A nossa virada começou ali, com o Ailton. No intervalo, ele chamou a nossa atenção, falou que não precisava cobrar raça, vontade, porque isso nós estávamos tendo, mas que precisávamos jogar mais”, afirmou.

“Fluminense é time grande, tem que colocar a bola no chão e jogar. E foi o que a gente colocou em campo. No segundo tempo, a gente voltou com mais vontade de jogar, propondo um pouco mais o jogo, e a gente conseguiu o empate e a vitória”, completou.

O Fluminense vinha de um momento complicado no Brasileirão, com uma sequência negativa na tabela e com críticas surgindo acerca do desempenho do time. Para Yago, o espírito do time não mudou e, dentro do elenco, isso deu ainda mais gás para a vitória no clássico.

“Independentemente da parte técnica, tática, o comprometimento, a entrega, a raça não podem faltar, é isso que o torcedor quer ver. E a gente sabe quando deixa a desejar. E um dos nossos pontos fortes dentro de campo é esse, essa garra, essa determinação, disposição”, apontou.

“Nosso time tem qualidade, mas o que vai definir é o quanto você quer vencer, essa questão de correr, chegar na frente, de estar atento em todo lance. Quando nossa equipe consegue colocar isso nas jogadas, ficamos mais próximos das vitórias”, ressaltou.

Os resultados ruins ainda coincidiram com a saída do técnico Odair Hellmann do clube. Mas, mesmo após sua despedida, o contato com os jogadores não se perdeu. Yago revelou que ainda existem conversas com o ‘Papito’, como o chamavam, e que ocorreu uma especial após o Fla-Flu.

“Sim, o professor Odair é um cara espetacular, de muito relacionamento, também. Não só com os que estão jogando, mas com os que não estão, também, porque ele entende que todos são importantes, ele consegue gerir muito bem o grupo. Tive o privilégio de trabalhar com ele, ano passado, só palavras boas”, pontuou.

“Eu falei sim, mandei uma figurinha para ele no WhatsApp, que era ele dançando, aquela do TikTok. Aí, ele mandou os parabéns, falou que estava muito orgulhoso da gente, foi bem legal”, acrescentou.

O Fluminense é o sétimo colocado do Brasileiro, com 43 pontos. De ‘folga’ no final de semana, o time volta a campo na quarta (13), para encarar o Corinthians, na NeoQuímica Arena, em São Paulo.