<
>

Messi supera Pelé e se torna maior artilheiro em gols oficiais por um só clube

Lionel Messi conseguiu mais uma marca impressionante em sua carreira, deixou Pelé para trás e agora é o maior artilheiro da história por um só clube, contando apenas gols oficiais. O argentino chegou ao recorde ao balançar as redes pela 644ª vez com a camisa do Barcelona em partida diante do Real Valladolid nesta terça-feira, por LaLiga.

Messi havia igualado o Rei do Futebol no último sábado, ao marcar contra o Valencia (veja o gol abaixo). O próprio Pelé foi às redes sociais para parabenizar o argentino pelo feito impressionante.

Mas há uma ressalva importante: o Rei do Futebol tem, na verdade, 1.091 gols com a camisa santista, nas contas do próprio clube.

Acontece que o futebol era muito diferente na época em que ele jogava e vários dos gols saíram em amistosos. O Santos trocava competições oficiais por excursões pelo mundo que eram muito mais rentáveis tanto financeira quando esportivamente falando nas décadas de 60 e 70.

O ESPN.com.br levantou todos esses 449 gols 'ignorados' e mostrou que muitos deles eram contra rivais de extrema qualidade - apesar de muitos outros também serem contra adversários mais fracos.

De qualquer forma, o número alcançado por Messi é histórico.

O argentino começou sua contagem no dia 1º de maio de 2005, balançando as redes do Albacete por LaLiga e com uma assistência de Ronaldinho Gaúcho. Era quase uma passagem de bastão.

Desde então, ele marcou 644 vezes em 749 partidas pela equipe catalã.

Messi já é o maior artilheiro do Barcelona desde 2012, quando superou os 234 gols anotados por César Rodríguez.

Seis anos depois, em 2018, ele se tornou o maior artilheiro por um só clube europeu, quando superou os 565 gols anotados por Gerd Muller pelo Bayern de Munique.

O argentino agora vai tentar ser o maior artilheiro da história do futebol em jogos oficiais. Ele chegou a 715 gols contra 805 do austríaco Josef Bican. No meio da lista, porém, ainda há Cristiano Ronaldo com 752 gols e ainda em atividade.

Pelé, de novo, é prejudicado nesta lista pela exclusão dos amistosos. Ele tem um total de 767 gols oficiais. Romário, outro que passou da barreira dos mil gols, aparece na contagem com 772 bolas nas redes.