<
>

Candidato à presidência do Barcelona quer que Camp Nou tenha também nome de Messi

O candidato à presidência do Barcelona, ​​Emili Rousaud, disse, nesta quinta-feira (26) que faria um referendo para rebatizar o estádio do clube como 'Camp Nou Leo Messi' se vencer as eleições em 24 de janeiro.

O técnico de 54 anos afirmou: "Apesar do contrato [de Messi] expirar no final desta temporada, porque ele é o presente e ao mesmo tempo vive a história do futebol mundial e do Barça, vou propor aos nossos membros por meio de um referendo para que o estádio seja rebatizado de Camp Nou Leo Messi".

Com 33 anos, Messi se tornará agente livre no próximo verão, e os clubes estão livres para fazer propostas ao craque a partir de janeiro.

O astro argentino anunciou em agosto seu desejo de deixar o Barça, clube ao qual ingressou em 2001, mas foi forçado a abrir mão da ideia quando o gigante catalão exigiu sua cláusula de compra de 700 milhões de euros, cerca de R$ 4,2 bilhões.

O capitão do Barça afirmou recentemente que está "cansado de ser sempre o problema com tudo o que se passa neste clube".

Messi, que marcou seis gols e somou mais quatro em 11 jogos em todas as competições desta temporada, descansou na vitória de terça-feira por 4 a 0 sobre o Dínamo de Kiev pela Uefa Champions League.

Rousaud, que foi vice-presidente do Barcelona no governo de Josep Maria Bartomeu, também revelou que pretende trazer Neymar de volta ao clube desde que o craque brasileiro desista dos processos que tem contra o clube.

Neymar deixou o Barça depois que o Paris Saint-Germain ativou sua cláusula de compra de 222 milhões de euros, R$ 1,4 bilhão, em agosto de 2017, mas exigiu que o clube espanhol lhe pagasse um bônus de renovação por uma extensão de contrato que ele havia assinado um ano antes.

Ele estava fortemente relacionado com uma transferência para Camp Nou no verão passado, mas a transferência nunca se materializou.

"Estamos a trabalhar para trazer dois jogadores de topo", disse Rousaud. "Assim que ele retirar as ações contra o Baca, trabalharemos para trazer o Neymar de volta".